EUA acusam hackers por roubo de US$ 17 milhões em Bitcoin e Ether

  •  
EUA acusam hackers por roubo de US$ 17 milhões em Bitcoin e Ether (Foto: Pexels) EUA acusam hackers por roubo de US$ 17 milhões em Bitcoin e Ether

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou que dois cidadãos russos foram acusados de crimes por "uma suposta conspiração para fraudar três bolsas de criptomoedas e seus clientes".

De acordo com o portal News Bitcoin, os dois supostamente roubaram pelo menos US$ 16.876.000 em fiduciários e usuários de criptomoedas Poloniex, Binance e Gemini.

Ao que tudo indica, os acusados criaram vários domínios da web que imitavam as três trocas de criptografia legítimas em 2017. Usando táticas de phishing e spoofing, eles obtiveram de forma fraudulenta as credenciais de login de mais de 150 usuários de intercâmbio, incluindo endereços de e-mail, senhas e outras informações pessoais. Isso permitiu que eles acessassem as contas das vítimas nas bolsas reais.

Além de roubar as criptomoedas das vítimas, os criminosos envolveram-se na manipulação de preços da criptomoeda GAS no que o documento de acusação descreve como "um esquema sofisticado de manipulação de mercado que começou em julho de 2017 usando as credenciais de cliente roubadas". Usando fundos avaliados em mais de US$ 5 milhões nas contas de três vítimas, os réus compraram uma grande quantidade do token GAS, fazendo com que seu preço disparasse. A dupla rapidamente converteu seus tokens em bitcoin e outras criptomoedas, fazendo com que o preço do GAS despencasse, deixando as vítimas com moedas sem valor.

Os réus foram acusados de conspiração para cometer abuso e fraude de computador, fraude de computador, conspiração para cometer fraude eletrônica, conspiração para lavagem de dinheiro e duas acusações de roubo de identidade agravado, informou o Departamento de Justiça.

“A pena máxima legal para todas as acusações contra os réus é de 59 anos de prisão”, explicou Dave Anderson, Procurador dos EUA para o Distrito Norte da Califórnia.

O procurador dos Estados Unidos também busca o confisco de criptomoedas e dólares supostamente rastreáveis aos crimes dos réus. Além de mais de US$ 6 milhões em dólares americanos, as autoridades apreenderam a BTC e a ETH em dezembro de 2017, no valor de mais de US$ 12,62 milhões na época. Várias outras criptomoedas foram apreendidas em agosto do ano passado, incluindo BTC, avaliadas em cerca de US$ 2,60 milhões no total na época. Todos os bens apreendidos estão agora sob custódia do Serviço Secreto dos EUA.

(Redação – Investimentos e Notícias)