Eletrobras fará AGE para deliberar aumento de capital

  •  
Eletrobras fará AGE para deliberar aumento de capital Foto: Divulgação

A Centrais Elétricas Brasileiras S/A (B3: ELET3, ELET5 & ELET6; NYSE: EBR & EBR.B; LATIBEX: XELT.O & XELT.B) informou que o Conselho de Administração da Eletrobras aprovou, por maioria dos presentes, a convocação da 175ª Assembleia Geral Extraordinária, para deliberar aumento de capital social da Companhia, por subscrição privada, nas condições abaixo descritas.

O aumento de capital será no montante de até R$ 9.987.786.560,33 (nove bilhões, novecentos e oitenta e sete milhões, setecentos e oitenta e seis mil, quinhentos e sessenta reais e trinta e três centavos), mediante a emissão de novas ações ordinárias, pelo preço unitário de R$ 35,72 (trinta e cinco reais e setenta e dois centavos) para as novas ações ordinárias, e de novas ações preferenciais classe 'B', pelo preço unitário de R$ 37,50 (trinta e sete reais e cinquenta centavos) para as novas ações preferenciais de classe 'B', sendo todas as novas ações escriturais e sem valor nominal, para subscrição privada pelos acionistas da Companhia.

O preço de emissão do Aumento de Capital foi fixado nos termos dos artigos 170, §1º inciso III, da Lei n.º 6.404/1976, sem diluição injustificada, com base na média ponderada das cotações das ações de emissão da Companhia verificadas no fechamento dos últimos 30 (trinta) pregões da B3 anteriores a 7 de outubro de 2019 (inclusive), em relação ao preço médio ponderado pelo volume de ações negociadas no período, e considerando-se um deságio de 15% (quinze por cento).

O deságio justifica-se devido ao prazo estimado de cerca de 60 dias entre a data de convocação da Assembleia Geral de Acionistas e o término do período de preferência de 30 dias, visando garantir que a proposta será atrativa para os investidores, uma vez que poderá haver variação do preço atualmente praticado até a data da efetiva subscrição e integralização.

O montante mínimo de R$ 4.054.016.419,37 (quatro bilhões, cinquenta e quatro milhões, dezesseis mil, quatrocentos e dezenove reais e trinta e sete centavos) deverá ser subscrito e integralizado pelo acionista controlador, União Federal, mediante a capitalização dos recursos recebidos da União Federal, decorrentes de aportes recebidos a título de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital.

(Redação - Investimentos e Notícias)