Hapvida recebe pela primeira vez rating 'AAA(bra)' da Fitch

  •  
Hapvida recebe pela primeira vez rating 'AAA(bra)' da Fitch Foto: Divulgação Hapvida recebe pela primeira vez rating 'AAA(bra)' da Fitch

A Fitch Ratings atribuiu, pela primeira vez, o Rating Nacional de Longo Prazo 'AAA(bra)' à Hapvida Participações e Investimentos S.A. e à sua proposta de primeira emissão de debêntures quirografárias, no montante de R$ 2,0 bilhões. A proposta de emissão será realizada em duas séries, sendo o vencimento final da primeira série em 2024 e o da segunda, em 2026. Os recursos das debêntures serão utilizados para a aquisição, por meio da Ultra Som Serviços Médicos S.A. (Ultra Som), de 100% das ações ordinárias de emissão da GSFRP Participações S.A. (Grupo São Francisco). A Ultra Som é subsidiária integral da Hapvida e garantidora das debêntures. A Perspectiva do Rating corporativo é Estável.

O rating da Hapvida reflete sua relevante posição de negócios e seu sólido perfil financeiro dentro da fragmentada e competitiva indústria de planos de saúde privado no Brasil, que conta com baixa penetração e cujos fundamentos de longo prazo indicam significativo potencial de crescimento. A empresa tem apresentado operações resilientes ao longo dos ciclos econômicos, beneficiada pelo saturado sistema público de saúde no Brasil, que sustenta a procura consistente por planos de saúde e odontológicos privados. A classificação também reflete o modelo de negócios verticalizado da Hapvida, que se traduz em menor sinistralidade em comparação com os principais pares e propicia estrutura de custos mais enxuta e vantagens competitivas na precificação dos planos de saúde, bem como elevada rentabilidade.

Na opinião da Fitch, a Hapvida será capaz de manter seus robustos indicadores de crédito a partir da sólida geração de fluxo de caixa das operações (CFFO), mesmo após a expectativa de conclusão a curto prazo da relevante aquisição anunciada do Grupo São Francisco. Esta aquisição, no valor de BRL5 bilhões, deverá ser parcialmente financiada por dívida. No entanto, a companhia tem o desafio de enfrentar maior concorrência à medida que expande suas operações geograficamente, ao mesmo tempo em que mantém sua liderança nas regiões Norte e Nordeste do país. A agência projeta alavancagem líquida, medida por dívida líquida ajustada/EBITDAR, abaixo de 2,5 vezes em bases recorrentes, apesar do desafio de integração das operações do São Francisco.

A Perspectiva Estável reflete a estimativa da Fitch de preservação dos fortes fundamentos do setor de saúde no Brasil e de que a Hapvida mantenha seu sólido perfil financeiro durante os próximos anos. Isso inclui robusta liquidez, ao mesmo tempo em que fortalece sua relevante posição de mercado, apoiada na estratégia de crescimento orgânico e inorgânico.

(Redação - Investimentos e Notícias)