Ibovespa cresce 0,09% nesta terça-feira (29)

  •  
Ibovespa cresce 0,09% nesta terça-feira (29) (Foto: Pexels) Ibovespa cresce 0,09% nesta terça-feira (29)

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, apresenta ganhos nesta terça-feira (29), com investidores avaliando a proposta do programa social Renda Cidadã e atentos ao debate das eleições presidenciais dos Estados Unidos. Às 12h39, o Ibovespa avançava 0,09%, aos 94.745 pontos. O volume financeiro somava R$ 9.674 bilhões.

Dentre as ações que compõem o Ibovespa hoje, os papéis que mais valorizavam: Grupo Natura ON (3,02%), WEG ON (2,67%) e a Klabin UNT (2,35%). As maiores quedas: Azul PN (-4,12%) e a GOL PN (-3,21%).

Empresas

O Banco Santander Brasil anunciou que sua subsidiária Pi Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. ('Pi') celebrou junto aos acionistas da Toro Controle e Participações S.A. ('Toro Controle'), acordo de investimento e outras avenças, pelo qual, uma vez efetivada a operação, passará a deter a titularidade de 60% do capital social da Toro Controle, holding que, em última instância, controla a Toro Corretora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ('Toro Corretora') e a Toro Investimentos S.A. ('Toro Investimentos') ('Operação'). O valor da operação não foi divulgado.

Já a Restoque divulgou que o plano de recuperação extrajudicial, celebrado com seus credores financeiros em 4 de junho de 2020, foi devidamente homologado. Com isso, o processo iniciado na data de celebração desse acordo, que contou com a adesão e manifestação favorável de mais de 87% do total dos credores financeiros, foi concluído com êxito.

A Vale anunciou que realizou o pagamento de US$ 5 bilhões de suas linhas de crédito rotativo com vencimento em junho de 2022 (US$ 2 bilhões) e dezembro de 2024 (US$ 3 bilhões), que foram desembolsadas em março de 2020. De acordo com a Companhia, a amortização recompõe integralmente a disponibilidade das linhas de crédito rotativo ao valor original de US$ 5 bilhões.

Agenda

A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou que o Índice Geral de Preços - Mercado (IGPM) subiu 4,34% em setembro, percentual superior ao apurado em agosto, quando havia apresentado taxa de 2,74%. Com este resultado, o índice acumula alta de 14,40% no ano e de 17,94% em 12 meses. Em setembro de 2019, o índice havia caído 0,01% e acumulava alta de 3,37% em 12 meses.

Além disso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que os preços da indústria subiram 3,28% no mês de agosto em relação a julho de 2020, a maior variação positiva da série, iniciada em janeiro de 2014. O acumulado no ano atingiu 10,80%. Frente a agosto de 2019, a variação de preços foi de 13,74%. Em agosto, os preços das 24 atividades tiveram variações positivas, contra 20 no mês anterior.

Exterior

O Destatis anunciou que o índice de preços ao consumidor alemão deve ficar em -0,2% no mês de setembro, na comparação com o mês anterior, segundo dados preliminares. Contudo, em relação ao mesmo mês de 2019, o índice deverá recuar -0,2%. O resultado ficou abaixo do esperado pelo mercado (-0,1%).

Contudo, a Comissão Europeia anunciou que o índice de confiança do consumidor nos 17 países que compõem a zona do euro ficou em -13,9 pontos em setembro deste ano. O número veio em linha com o esperado por analistas (-13,9).

Fechamento anterior

Na segunda-feira, 28, o Ibovespa fechou o dia em forte queda de 2,41%. O índice terminou a sessão aos 94.666,37 pontos, com o volume financeiro somando R$ 27,538 bilhões. 

Dentre os papéis que compõem o Ibovespa, os que fecharam com as maiores altas foram: Embraer, alta de 3,92%, Santander, alta de 2,10%, e IRB Brasil, que terminou com ganhos de 0,84%.

(Redação – Investimentos e Notícias)