Ibovespa sobe 0,40%, mesmo com perdas da Petrobras

  •  
Ibovespa sobe 0,40%, mesmo com perdas da Petrobras Foto: Divulgação

O Ibovespa encerrou o pregão desta quarta-feira, 11, no azul. A bolsa de São Paulo operou o dia todo no campo positivo, em meio a um cenário mais favorável no exterior.

 

A Petrobras reduziu a alta do Ibovespa, mas não chegou a fazer com que a bolsa fechasse em queda. Os papéis de empresas de comércio eletrônico também tiveram uma sessão de recuperação.

O índice brasileiro fechou em alta de 0,40%, aos 103.445,60 pontos, com intervalos entre 103.035 e 104.155 mil pontos. O volume financeiro somou R$ 16,428 bilhões.

Os dados repercutiram as informações dos EUA e da Europa, além do cenário político interno, no qual o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pode enviar à Câmara nos próximos dias o texto da reforma tributária.

A demissão do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, em meio à demora na formatação final da reforma tributária e polêmica sobre a criação de um novo imposto sobre transações financeiras no moldes da CPMF também foram motivos de olhares dentro do mercado financeiro.

As ações que mais tiveram alta foram as da MRV (9,02%), Lojas Americanas, com ganhos de 5,21%, e Magazine Luiza, com alta de 6,46%.

As maiores quedas foram registradas nos papéis da SID Nacional, que perdeu 3,08%, Ultrapar, que recuou 2,61%, e JBS, que fechou negativa em 1,38%.

Já os papéis mais negociados na bolsa paulista foram os da Petrobras PN (-0,85%), Vale (-0,60%) e Brasil (-2,38%).

(Redação - Investimentos e Notícias)