Novo texto da Reforma da Previdência e negociações entre EUA e China foram os destaques da semana

  •  
Novo texto da Reforma da Previdência e negociações entre EUA e China foram os destaques da semana Foto: Divulgação Novo texto da Reforma da Previdência e negociações entre EUA e China foram os destaques da semana

Após uma semana de forte queda com a impaciência do mercado em relação aos trâmites da reforma da Previdência, a Bolsa se recupera e atinge 98.000 pontos, subindo mais de 2,30%. O novo fôlego veio após o presidente, Jair Bolsonaro, se reunir com o ministro da economia Paulo Guedes e “bater o martelo” sobre os principais pontos da reforma.

Os pontos apresentados foram os de idade mínima, 65 anos para homens e 62 para mulheres, e o período de transição de 12 anos. Ambos estavam dentro da expectativa do mercado.

Assim o Ibovespa encerra a semana próximo a uma importante resistência na região de 98.620 pontos. A depender da evolução da reforma podemos observar a continuidade do movimento de alta do mercado.

POLÍTICA

Os principais pilares da reforma da Previdência foram apresentados

Após dezessete dias internado, o presidente Jair Bolsonaro teve alta na quarta-feira (13). Logo em seguida, na quinta-feira (14), ele se encontrou com o ministro da economia Paulo Guedes para acertar os detalhes sobre a proposta de reforma da Previdência a ser encaminhada para o parlamento.

O texto propõe que os homens se aposentem aos 65 anos e as mulheres aos 62. Além disso, o período de transição seria de 12 anos e o contribuinte poderia escolher entre aposentadoria por idade mínima, por tempo de contribuição ou pontuação (mescla entre idade e tempo).

ECONOMIA

IPCA para 2019 é revisado

Após a divulgação do IPCA de janeiro, na segunda feira (11), a projeção da inflação para o ano foi revisada para baixo, saindo de 3,94% para 3,87%.

Minério de ferro em alta
A semana começou com uma expressiva alta de 8% nos contratos futuros da commodity na segunda feira (11), após o fim do feriado chinês.

CENÁRIO CORPORATIVO

CVM abre quatro processos administrativos para apurar atuação da Vale

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou que abriu quatro processos administrativos para apurar a atuação da Vale (VALE3) e seus administradores depois do rompimento da barragem de Brumadinho (MG).

Esse processo foi aberto seguindo o Ministério Público Federal que enviou parecer ao Superior Tribunal de Justiça, alegando que Vale privilegiou o lucro em detrimento da segurança.

Lucro do Banco do Brasil supera expectativas do mercado
O Banco do Brasil (BBAS3) divulgou lucro líquido ajustado de R$3,84 bilhões no quarto trimestre de 2018. Houve alta de 21% ante ao período anterior, e lucro acima do projetado pelos analistas, R$3,78 bilhões.

Recall na BR Foods
BR Foods (BRFS3) faz recall de lotes de frango após a detecção de salmonella.

INTERNACIONAL

Bolsas sobem com otimismo nas negociações entre EUA e China

As principais Bolsas internacionais iniciaram a semana em alta, com atenções voltadas para as conversas entre China e EUA, com expectativas sobre o encontro entre Donald Trump e Xi Jinping. Além disso, houve uma nova tentativa do Congresso norte-americano de evitar um segundo shutdown. Com isso, mercados mostraram menor aversão ao risco.

O otimismo se mantém com a Casa Branca avaliando adiar a imposição de tarifas maiores a produtos chineses por 60 dias. E na sexta-feira (15), Bolsas internacionais mantêm alta após novos discursos do presidente chinês, Xi Jinping, afirmando que as negociações comerciais serão retomadas. As conversas devem continuar na semana que vem em Washington.

Na quinta-feira (14), Bolsas americanas tiveram pouca alteração, de um lado, a queda inesperada do varejo dos EUA em dezembro pressionou o mercado, mas de outro, houve indicações de que consumidor americano ainda está gastando.

(Redação - Investimentos e Notícias)