Manifestações, G-20 e evolução da reforma da Previdência foram os destaques da semana

A reforma da previdência dominou os noticiários durante a semana. Assistimos à aprovação do relatório na comissão especial em meio a tumulto, discussão e uma atuação forte do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. A economia, no entanto, continua a desapontar. A divulgação do relatório Focus trouxe mais preocupações aos investidores ao trazer dados negativos do PIB e IPCA. Além disso, a atuação do governo na articulação política para a aprovação da reforma continua aquém do esperado.

Previdência e cenário externo foram os destaques da semana passada

A Bolsa brasileira encerrou a semana praticamente neutra, com o mercado acompanhando a entrega da proposta de reforma da Previdência ao Congresso e especulando quanto às chances de aprovação do projeto. A queda de Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência da República, conturbou o cenário político e pode atrapalhar a articulação da base aliada em torno da reforma.

Novo texto da Reforma da Previdência e negociações entre EUA e China foram os destaques da semana

Após uma semana de forte queda com a impaciência do mercado em relação aos trâmites da reforma da Previdência, a Bolsa se recupera e atinge 98.000 pontos, subindo mais de 2,30%. O novo fôlego veio após o presidente, Jair Bolsonaro, se reunir com o ministro da economia Paulo Guedes e “bater o martelo” sobre os principais pontos da reforma.

Assinar este feed RSS