Redação

Vendas de pneus caem 4,5% em julho

A indústria nacional de pneumáticos registrou uma queda de 4,5% em julho, em comparação ao mesmo mês de 2018. As reduções de 4,1% nas vendas para reposição e de 5,5% para montadoras levaram a esse resultado negativo. O registro foi puxado pelas quedas de 21,3% de pneus de motocicletas, 5,3% nos pneus para veículos comerciais leves e 3,8% de pneus de carga. Somente as vendas de pneus de passeio tiveram saldo positivo, superando em 1,3% os resultados de julho de 2018.

No acumulado do ano, as vendas totais apresentaram aumento de 0,2% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a julho, as vendas para montadoras registraram alta de 6%, enquanto as vendas para reposição recuaram 1,9%. A alta nas vendas totais foi impactada pelo aumento de 4,4% de pneus de carga, de 1,5% de comerciais leves. Os pneus de motos tiveram saldo negativo no acumulado do ano, com redução de 2,9% em comparação com o mesmo período de 2018, enquanto os pneus de passeio ficaram praticamente estáveis, com queda de 0,1%. Os números fazem parte do levantamento setorial divulgado pela ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos).

"Os números indicam que o ano de 2019 não deve apresentar nenhum avanço para o setor de pneumáticos", afirma Klaus Curt Müller, presidente executivo da ANIP.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Dólar amplia queda para 0,72% cotado a R$ 4,021

O dólar comercial ampliou a queda nesta tarde. Às 13h35, a moeda norte-americana caía 0,72%, cotada a R$ 4,019 na compra e a R$ 4,021 na venda. O dólar hoje já oscilou entre a mínima de R$ 4,016 e a máxima de R$ 4,040. O turismo caía 0,71%, com negócios entre R$ 3,93 e R$ 4,18.

Ptax do BC desta quarta-feira fecha a R$ 4,0254 na venda

O Banco Central (BC) informou que a Ptax (média oficial do dólar no dia) que serve de referência para liquidação de diversos contratos cambiais, fechou nesta quarta-feira (21), a R$ 4,0248 na compra e a R$ 4,0254 na venda, com queda de 0,42% em comparação com o fechamento da última terça-feira (R$ 4,0425).

(Redação - Investimentos e Notícias)

Pedidos de recuperação judicial de MPEs crescem 131% em um ano

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações Judiciais, as micro e pequenas empresas lideraram os pedidos em julho/19, com crescimento de 131% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No total, estes empreendimentos tiveram 120 requisições em 2019, enquanto em 2018 o número foi de 52. No comparativo mensal, o crescimento foi de 30,4% - 120 ante 92 em junho/19.

Assinar este feed RSS