Novo pede mais uma vez para TSE barrar Lula no horário eleitoral

O Partido Novo reforçou o pedido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para barrar a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no horário eleitoral. O pedido de registro de Lula é alvo de 16 contestações no TSE, sendo uma delas do Novo, que lançou o empresário João Amoêdo na corrida pelo Palácio do Planalto.

Candidatura de Lula é alvo de 16 contestações no TSE

O prazo para contestar o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encerrou na noite de ontem (22). Ao todo, foram feitos 16 questionamentos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a elegibilidade do candidato do PT à Presidência da República. O TSE deve publicar em breve um edital de intimação, com todas as contestações, a partir do qual começa a contar o prazo de sete dias para que a defesa de Lula responda aos questionamentos.

Pedido da ONU sobre Lula não tem validade jurídica, diz Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) disse hoje, 21, que a posição do Comitê de Direitos Humanos da ONU, favorecendo a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não possui "efetividade jurídica alguma". Além disso, ele também afirmou que a declaração não representa a opinião da ONU e sim de um "subcomitê do comitê".

Assinar este feed RSS