Indicador antecedente de emprego sobe em agosto

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 8,8 pontos em agosto, para 74,7 pontos, o maior valor desde março desse ano (82,6 pontos), mês no qual a economia brasileira sofreu os primeiros impactos da pandemia. Em médias móveis trimestrais, o IAEmp avançou 10,7 pontos, para 65,8 pontos.

  • Publicado em Economia

Brasil registra 131.010 postos de trabalho em julho

De acordo com o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o emprego celetista no Brasil apresentou expansão em julho de 2020, registrando saldo de 131.010 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.043.650 admissões e de 912.640 desligamentos.

7,1% da população ocupada estava afastada do trabalho

A PNAD COVID19 estimou em 81,2 milhões a população ocupada do país na semana de 19 a 25 de julho, com estabilidade em relação à semana anterior (81,8 milhões de pessoas) e queda em relação à semana de 3 a 9 de maio (83,9 milhões de pessoas), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Brasil perde 10,9 mil vagas de empregos formais em junho

As demissões de empregos formais chegaram a 906.444 e as admissões a 895.460, em junho. Com isso, o saldo negativo ficou em 10.984 vagas, número inferior ao registrado em maio (-350.303), informou hoje (28) a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que divulgou os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged).

Indicador Antecedente de Emprego sobe em maio

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 3,0 pontos em maio, para 42,7 pontos, após atingir mínimo histórico em abril, e acumular perda de 52,6 pontos no trimestre fevereiro-março-abril. Em médias móveis trimestrais, o IAEmp recuou 16,4 pontos, para 55,0 pontos.

IAEmp cai 0,3 ponto em fevereiro

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas cedeu 0,3 ponto em fevereiro para 92,0 pontos, após subir nos últimos três meses. Em médias móveis trimestrais, o indicador segue trajetória positiva pelo quarto mês consecutivo, crescendo 1,2 ponto em relação ao mês anterior.

Geração de emprego significa boas notícias para o consumo das famílias, diz MUFG

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou nesta sexta-feira, 28, a taxa de desocupação no País. Segundo o IBGE, a taxa atingiu 11,2% no trimestre móvel encerrado em janeiro de 2020 caindo nas duas comparações: -0,4 ponto percentual (p.p.) em relação ao trimestre de agosto a outubro de 2019 (11,6%) e -0,8 p.p. em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (12,0%).

 

  • Publicado em Economia

Indicador Antecedente de Emprego sobe em janeiro

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas subiu 2,4 pontos em janeiro para 92,3 pontos, o maior nível desde abril de 2019 (92,5 pontos). Na série de médias móveis trimestrais, o indicador segue em trajetória positiva pelo terceiro mês consecutivo, ao avançar 2,2 pontos em relação ao mês anterior.

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS