São Paulo capta R$ 1,4 bilhão em royalties do petróleo e gás em 2016

O Estado de São Paulo arrecadou, em 2016, R$ 1,4 bilhão em royalties e participações especiais, um aumento de 793% nos últimos dez anos. Segundo levantamento realizado pela Secretaria de Energia e Mineração, o Governo do Estado ficou no ano passado com aproximadamente R$ 710 milhões, já as prefeituras arrecadaram cerca de R$ 760 milhões.


Demanda por apartamentos compactos segue em alta em todas as regiões​ da cidade de SP

Os chamados imóveis compactos vieram definitivamente para ficar. A demanda por este tipo de apartamento - seja para investir ou morar - segue alta em todas as regiões da cidade, incluindo a região Leste. “São imóveis cujo espaço interno reduzido é compensado por projetos muito bem feitos e excelente aproveitamento da área útil, com espaços comuns do empreendimento que satisfazem as necessidades dos moradores”, explica Raquel Paravani, gerente de marketing da Porte Engenharia e Urbanismo.

 

Desemprego na Grande São Paulo chega a 18,5%, aponta Seade

A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo chegou a 18,5% em março, segundo levantamento divulgado hoje (26) pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Em fevereiro o índice era 17,9%.

Cesta básica semanal tem alta de 1,04%, constata pesquisa do Procon-SP

O valor da cesta básica no município de São Paulo registrou alta de 1,04%, no período de 7 a 13 de abril, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, em convênio com o Dieese. O preço médio, que no dia 6 de abril era R$ 673,26 passou para R$ 680,25 no dia 13 de abril.

Taxa de desemprego sobe para 17,9% em SP

As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego – PED, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, mostram que a taxa de desemprego total na Região Metropolitana de São Paulo passou de 17,1%, em janeiro, para os atuais 17,9%, a maior para fevereiro desde 2005. Segundo suas componentes, a taxa de desemprego aberto variou de 14,1% para 14,8% e a de desemprego oculto de 3,0% para 3,1%, no mesmo período.

Gastos com habitação revertem deflação em São Paulo

Depois de apresentar deflação de 0,09% na primeira prévia do mês, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) na cidade de São Paulo, atingiu variação de 0,02% na segunda apuração de março. A reversão foi provocada, principalmente, pelo grupo habitação que subiu de 0,36% para 0,38%.

Assinar este feed RSS