Operações de crédito do sistema financeiro crescem 0,6% em abril

  •  
Operações de crédito do sistema financeiro crescem 0,6% em abril Divulgação Operações de crédito do sistema financeiro crescem 0,6% em abril

O Banco Central informou hoje que as operações de crédito do sistema financeiro alcançaram R$2.777 bilhões em abril, com crescimentos de 0,6% no mês e 13,4% em doze meses, comparativamente a variações respectivas de 1% e 13,7% verificadas no mês anterior. A evolução mensal refletiu as elevações de 0,9% e 0,4% nos saldos destinados a famílias e empresas, que somaram R$1.294 bilhões e R$1.483 bilhões, nessa ordem. A relação crédito/PIB manteve o patamar de 55,9%, enquanto, em abril do ano anterior, situava-se em 54,1%.

O comportamento do crédito em abril foi influenciado pelos movimentos sazonais do primeiro quadrimestre do ano que atuam na demanda de crédito, sobretudo do segmento livre, e pelo crescimento sustentado das carteiras de crédito imobiliário e rural, em contexto de taxas de juros e de inadimplência estáveis. Ocorreu retomada no crescimento dos desembolsos a pessoas físicas, com aumento de 3,9%, destacando-se as contratações de crédito pessoal, financiamento de veículos e crédito rural. No segmento de pessoas jurídicas, registrou-se decréscimo de 1,8% nas concessões, diante da maior base de comparação em março, com menor utilização de modalidades vinculadas a aquisição de recebíveis e a investimentos com recursos do BNDES.

O estoque de crédito com recursos livres, correspondente a 54,1% do total da carteira do sistema financeiro, atingiu R$1.504 bilhões, após variações de 0,1% no mês e 6,2% em doze meses. O saldo destinado às pessoas físicas alcançou R$752 bilhões, expansão mensal de 0,2%, com ênfase no aumento da carteira de crédito pessoal. O saldo de crédito livre das empresas totalizou R$752 bilhões, após declínio mensal de 0,1%, condicionado pela queda dos saldos classificados em outros créditos, sobretudo operações referentes à aquisição de recebíveis, que contrabalançou a expansão observada em capital de giro.

O saldo dos financiamentos com recursos direcionados situou-se em R$1.274 bilhões em abril, traduzindo avanços de 1,3% no mês e 23,2% em doze meses. Nas operações com pessoas físicas, saldo de R$542 bilhões e aumento de 1,9% no mês, mantém-se a expansão dos financiamentos imobiliário e rural, com aumento da participação dessas modalidades no portfólio das famílias, representando 38% do saldo total do segmento em abril, ante 37% em março e 33% em abril do ano anterior. No segmento empresarial, o saldo totalizou R$731 bilhões, após variação mensal de 0,9%, refletindo o crescimento de 0,8% na carteira de financiamento para investimentos com recursos do BNDES.

Consideradas as operações com recursos livres e direcionados, o saldo relativo ao setor privado alcançou R$2.610 bilhões, acréscimo de 0,5% no mês. Além dos financiamentos concedidos ao setor imobiliário e rural, que registraram expansões respectivas de 2% e 1,5% no mês, destacou-se o segmento de outros serviços, com acréscimo de 0,8%, impulsionado pelas contratações referentes ao setor de energia. Os créditos com o setor público somaram R$167 bilhões, aumento de 2,2% no mês, resultante das variações respectivas de 0,9% e 3,3% nas carteiras relativas ao governo federal e a estados e municípios.

(Redação – Agência IN)