Eneva cancela pedido de registro da Oferta

A Eneva S.A., na qualidade de emissora e ofertante (“Emissora”), o Banco Itaú BBA S.A. ou (“Itaú BBA” ou “Coordenador Líder”), o BB – Banco de Investimento S.A. (“BB-BI”), o Banco Bradesco BBI S.A. (“Bradesco BBI”), o Banco BTG Pactual S.A. (“BTG Pactual”), o Banco Citibank S.A. (“Citi”), e a XP Investimentos Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários S.A. (“XP Investimentos” e, em conjunto com o Coordenador Líder, o BB-BI, o Bradesco BBI, o BTG Pactual e o Citi, “Coordenadores”), na qualidade de coordenadores no âmbito da oferta pública de distribuição de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em duas séries, da 4ª emissão da Emissora, no montante de R$600 milhões, vêm a público comunicar que em 13 de março de 2020 foi protocolado perante à CVM o pedido de CANCELAMENTO do pedido de registro da Oferta, em decorrência da atual conjuntura de mercado desfavorável à realização da Oferta.

Taesa adquire ações da Âmbar em empresas de energia

A Âmbar Energia Ltda. anunciou nesta sexta-feira, nos termos do Contrato de Compra e Venda de Participações e Outras Avenças, celebrado em 17 de dezembro de 2018, a venda para a Taesa de 100% das ações representativas do capital social da São João Transmissora de Energia S.A. e da São Pedro Transmissora de Energia S.A.

 

EDP registra lucro líquido de R$ 1,3 bilhão em 2019

A EDP alcançou Lucro Líquido de R$ 1,337 bilhão em 2019, um aumento de 5,1% em comparação com 2018. Trata-se do melhor resultado da Companhia em toda a sua história de atuação no Brasil. O EBITDA ajustado (lucro antes de taxas, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 2,264 bilhões, uma alta de 8% em relação ao exercício anterior. Considerando-se apenas o quarto trimestre, o lucro líquido ajustado foi de R$ 315,9 milhões, um aumento de 25,5% em relação ao mesmo intervalo de 2018, e o EBITDA ajustado chegou a R$ 603,9 milhões, uma elevação de 34,3%.

Fusões e aquisições em energia se mantêm estáveis

A KPMG anunciou nesta quinta-feira, 6, que o número de fusões e aquisições no setor de companhias energéticas manteve-se estável em 2019, se comparado com 2018. O segmento concretizou 51 transações no último ano, ficando apenas quatro operações atrás do volume registrado em 2018 (55).

 

Vestas registra receita bruta de € 2,1 bilhões

A Vestas anunciou que registrou uma receita bruta de 12,1 bilhões de euros e investimentos totais¹ no valor de 729 milhões de euros em 2019. Em comparação com 2018, houve um aumento de receita e ganhos e um menor fluxo de caixa livre. Foram recebidas mais ordens em 2019 do que em 2018, elevando a carteira de pedidos para 34 bilhões de euros.

Eletrobras anuncia emissão de notes no mercado externo

A Centrais Elétricas Brasileiras S/A - Eletrobras' - (B3: ELET3, ELET5 & ELET6; NYSE: EBR & EBR.B; LATIBEX: XELT.O & XELT.B) - anunciou que iniciou a emissão de títulos de dívida (notes) no mercado internacional, no valor total de até US$ 1.750.000.000,00 (um bilhão e setecentos e cinquenta milhões de dólares) respectivamente com vencimento em 5 anos e com vencimento em 10 anos, cujos cupons serão definidos conforme demanda de mercado, além da oferta de aquisição da '5.750% Notes due 2021', emitidas pela Companhia no mercado externo.

Assinar este feed RSS