Professores terão estímulo para estudar idiomas estrangeiros

  •  
Professores terão estímulo para estudar idiomas estrangeiros Foto: Divulgação Professores terão estímulo para estudar idiomas estrangeiros

Os professores da Educação Básica serão priorizados no acesso ao Programa Idioma sem Fronteiras. A garantia é do ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Segundo ele, os professores receberão aulas de idiomas, com opção para inglês e francês, e poderão formar melhor os estudantes até o Ensino Médio.

"Temos de abrir o foco prioritário para a formação de professores e professoras do Ensino Básico. Estamos chegando na universidade para aprender o idioma, quando devíamos ter feito isso antes, no Ensino Básico", disse o ministro nesta quarta-feira (25) no 1º Encontro do Programa Idioma sem Fronteiras: Internacionalização e Multilinguismo.

A proposta do programa Idiomas sem Fronteiras é complementar o Ciência sem Fronteiras e as demais políticas públicas de internacionalização do ensino. O programa prevê a aplicação de testes de proficiência e de nivelamento, cursos online e presenciais. A iniciativa começou em 2013, com o Inglês sem Fronteiras. Atualmente, é ofertado também o francês. São atendidos alunos de graduação e pós-graduação.

A presidenta do programa, Denise de Abreu e Lima, diz que já foi realizada uma primeira reunião com as universidades para verificar as condições de atender os docentes. Há a possibilidade de abertura de cursos específicos para esse público. As informações são do Portal Brasil.

(Redação - Agência IN)