Inatel oferece bolsa de estudos para calouros

  •  
Inatel oferece bolsa de estudos para calouros (Foto: Divulgação) Inatel oferece bolsa de estudos para calouros

Começar um curso de graduação sabendo se você tem direito a bolsa de estudos é uma tranquilidade em um momento de tantos desafios, como a escolha da profissão, o vestibular, o ENEM. O Inatel, faculdade referência na formação de Engenharia e Tecnologia, possui quase 1.600 alunos bolsistas ou com financiamentos, como o FIES e Fundacred. E os candidatos aprovados no Vestibular 2018 já vão saber se têm direito a bolsa e quanto de desconto vão ganhar antes de fazer a matrícula.

O benefício vale para os candidatos que atendam aos requisitos da bolsa socioeconômica da Fundação mantenedora do Inatel e preencherem a ficha social juntamente com a inscrição do vestibular ou do processo de seleção pela nota do ENEM. Do valor total da bolsa que for concedida, metade será não-reembolsável, ou seja, concedida ao candidato gratuitamente. Os demais 50% deverão ser reembolsados após a formatura conforme critério previamente estabelecido em contrato. "Em alguns casos, é possível somar a bolsa da Finatel ao Fies, por exemplo. Neste momento de crise financeira em que muitas famílias passam, a tendência é de aumento na procura pelas bolsas. Mesmo sendo uma instituição privada, temos uma alta procura por termos um ensino superior de qualidade e de referência”, explica a assistente social do Inatel, Elaine Cardoso.

A possibilidade de bolsa de estudos colabora para o ingresso e a manutenção em um curso superior de qualidade. “Eu fiquei sabendo que o Inatel disponibilizava as bolsas por meio de palestras durante o meu ingresso na faculdade. Elas são importantes porque os alunos que não possuem condições de pagar podem, assim, pagar uma porcentagem a menos da mensalidade e fazer o curso pretendido”, comentou a aluna Rebeca Silva Gonçalves, estudante de Engenharia de Telecomunicações e bolsista pela Finatel.

Além da bolsa socioeconômica, o Vestibular do Inatel 2018 oferece ainda a bolsa mérito, que cobre até 100% do valor das mensalidades de um curso presencial. Elas não são reembolsáveis e compreendem todas as mensalidades do curso, ou seja, desde a matrícula até a conclusão do curso. A bolsa contempla os candidatos que se classificarem entre os cinco primeiros lugares na classificação geral pela seleção do ENEM ou do Vestibular do Inatel.

Os estudantes que já estão no Inatel há mais tempo têm outras opções de ajuda para custeio do curso, na modalidade de geração de renda e aperfeiçoamento dos estudos. Confira:

Bolsa Estágio
No Inatel ou no Vale da Eletrônica, os alunos podem fazer estágio remunerado.

Programa Jovens Talentos
Destinada a alunos com Coeficiente de Rendimento Estudantil acima de 90, concedendo um desconto de 75% da mensalidade, além de programa de tutoria, participação gratuita em cursos de extensão e projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, entre outros benefícios.

Iniciação Científica e Iniciação Tecnológica
Os alunos podem ter bolsas de estudos ao participarem de projetos que incentivam o interesse pela área de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Monitoria
Oferecida para intensificar a mútua cooperação entre professores e alunos nas atividades de ensino, pesquisa e extensão, despertando no estudante o gosto pela carreira do magistério e da pesquisa.

Bolsista Hands On
Promove a participação dos alunos em projetos desenvolvidos em parceria com empresas nacionais e multinacionais dentro do campus do Inatel. Além da formação profissional em áreas específicas, o aluno tem a oportunidade de otimizar seu networking.

Vestibular 2018
As inscrições para o Vestibular do Inatel estão abertas pelo site. Quem quiser se inscrever pela nota do ENEM deve garantir a inscrição até 15 de outubro. Já para quem vai fazer o Vestibular, o prazo é até 29 de novembro. A prova do Vestibular será dia 2 de dezembro, nas cidades de Santa Rita do Sapucaí, Belo Horizonte, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São Paulo e Volta Redonda.

(Redação – Agência IN)