EUA e Alemanha no radar dos investidores

Nesta terça-feira, 21, as principais bolsas de valores globais deverão apresentar sinais opostos, com investidores na expectativa pelos detalhes do plano de reforma tributária nos EUA. Diante deste cenário, as bolsas europeias e norte-americanas operam de lado nesta manhã.

IFECAP recua em 1,5% no mês de outubro

O Índice FECAP de Expectativas nos Negócios (IFECAP) registrou, em outubro, 105,14 pontos, na série com ajuste sazonal. O que representa um recuo de 1,5% em comparação a setembro. O Índice FECAP de Expectativas nos Negócios é composto pela média ponderada dos índices Momento Atual dos Negócios, que, neste mês, retrocedeu em 2,4% e, o Índice Futuro, que apresentou uma queda de 0,6%.

Setor de serviços em Minas Gerais avança 0,2% em setembro, diz IBGE

O setor de serviços de Minas Gerais apresentou, em setembro, um crescimento de 0,2% frente a agosto, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta sexta-feira (17) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cabe destacar que o resultado para o Brasil no mesmo período foi de recuo de 0,3% no índice de volume de serviços. As maiores variações positivas de volume, ainda em relação ao mês anterior, foram registradas no Distrito Federal, em Alagoas (ambos com crescimento de 2,5%), Paraíba (0,8%), Piauí (0,3%), Minas Gerais e Bahia (ambos com 0,2%). Já as variações negativas mais acentuadas foram observadas no Tocantins (-4,0%), em Rondônia (-3,2%), no Mato Grosso do Sul (-2,4%), Acre (-2,3%) e Rio Grande do Sul (-1,9%).

Henkel divulga forte desempenho no terceiro trimestre

A Henkel, líder global em marcas e tecnologias em três áreas de negócios: Adhesive Technologies, Beauty Care e Laundry & Home Care, apresentou um forte desempenho financeiro no terceiro trimestre de 2017. Em um ambiente cada vez mais desafiador, a empresa melhorou ainda mais as vendas e os ganhos. As três unidades de negócios contribuíram para este desenvolvimento positivo. A multinacional alemã alcançou um crescimento orgânico de vendas de 3%, enquanto as vendas nominais cresceram cerca de 5%.

CSU amplia lucro líquido em 45%, alcançando R$ 10,7 milhões no 3T17

A CSU, empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento com clientes, processamento e transações eletrônicas, ampliou seu lucro líquido no terceiro trimestre de 2017 (3T17) em 44,6%, passando de R$ 7,4 milhões para R$ 10,7 milhões, na comparação com o mesmo período de 2016 (3T16). O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 26,2 milhões no 3T17, valor 21,7% maior que o registrado no 3T16.

Empresas do ramo da alimentação devem promover mudanças para sobreviver à crise

Em tempos de crise financeira no Brasil, diversos setores comerciais tentam encontrar soluções eficientes e que caibam em seus bolsos para sobreviver ao momento crítico com uma margem de lucro razoável. Nesse cenário, entre os setores que mais encontram dificuldades para se manter estão os estabelecimentos alimentícios como bares e restaurantes. A Abrasel, Associação brasileira de bares e restaurantes apontou que 33% dos empresários do ramo estão operando com prejuízo e que uma a cada seis empresas não terão condições de sobreviver ao mercado.

Assinar este feed RSS