Aluguel residencial recua 0,30% em novembro na Capital

  •  
Aluguel residencial recua 0,30% em novembro na Capital (Foto: Divulgação) Aluguel residencial recua 0,30% em novembro na Capital

No mês de novembro, o valor médio dos novos contratos de aluguel residencial registrou ligeira queda de 0,30%, em relação ao mês anterior, segundo pesquisa mensal realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação). No acumulado de 12 meses, porém, os aluguéis registram pequena alta de 0,18%, contra uma deflação de 0,86% do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) em idêntico período. 

"O resultado de novembro acompanha o comportamento observado ao longo do ano: mês a mês, o valor do aluguel registrou ligeiras variações negativas e positivas, mantendo uma estabilidade no período", constata Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP.

Os imóveis que apresentaram elevações em novembro foram os de 1 dormitório, com um aumento médio de 0,5%. Os imóveis de 2 e 3 quartos registraram retração da ordem de 1% e 0,1%, respectivamente. Os dados estão dispostos em faixa de valores por metro quadrado, por número de dormitórios e por estado de conservação. 

Por exemplo, o valor locatício de um imóvel de 3 dormitórios na zona Norte, em bom estado, está entre R$ 19,11 e R$ 19,92 por m². O aluguel de uma moradia de 90 m² nesta região varia entre R$ 1.720,00 e R$ 1.793,00.

Nos bairros da região Sul - zona A, como Jardins, Moema e Vila Mariana, os aluguéis de residências de 3 dormitórios variam entre R$ 24,49 R$ 31,59 por m². Assim, o aluguel de um imóvel com área em torno de 150 m² nesta região tem preço entre R$ 3.673,00 e R$ 4.739,00.

Mensalmente, a Pesquisa Locação Residencial do Secovi-SP analisa dados históricos dos valores negociados por bairros. Neste mês, a região analisada é a Vila Mariana. De acordo com a pesquisa, os imóveis em bom estado de conservação, com vaga de garagem, contratados em novembro nesta região registraram valor médio por m² de R$ 32,57 (1 dormitório), R$ 21,25 (2 dormitórios) e R$ 24,41 (3 dormitórios).

No acumulado do período entre novembro de 2010 e novembro de 2017, na região da Vila Mariana, a variação foi de 38,7% para os imóveis de 1 dormitório; 11,9% para os de 2 dormitórios e 34,6% para as residências de 3 dormitórios.

O IVL (Índice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até que se assine o contrato de aluguel, indicou que o período de ocupação foi de 18 a 45 dias. Os imóveis alugados mais rapidamente foram as casas e os sobrados: 18 a 42 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: 25 a 51 dias.

O fiador continua sendo a garantia mais utilizada pelos inquilinos, respondendo por 46,5% dos contratos de locação firmados na cidade de São Paulo. O depósito de três meses de aluguel foi a segunda modalidade mais frequente: 36,5%. Já o seguro-fiança está presente em 17% dos contratos entre locadores e locatários.

(Redação – Investimentos e Notícias)