Preço do m² para aluguel em São Paulo é o menor em um ano

Preço do m² para aluguel em São Paulo é o menor em um ano Foto: Divulgação

O preço médio do m² para aluguel em São Paulo teve desvalorização nominal de 1,8% em setembro de 2016, comparado ao mesmo período de 2015. O valor do m² paulistano passou de R$ 35,89 para R$ 35,24, em comparação com setembro de 2015. O DMI-VivaReal, levantamento realizado pelo VivaReal, contemplou uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considerou mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel. O Índice DMI-VivaReal registrou média nacional de R$ 24,19 no m² para aluguel no País. São Paulo lidera a lista, seguida das seguintes cidades: Rio de Janeiro (R$ 33,78/m²), Santos (R$ 28,89/m²) e Recife (R$ 25,00 m²).

Já no preço nominal médio do m² para venda em São Paulo teve queda de 1,3% em setembro de 2016, em comparação ao mesmo período de 2015, passando de R$ 6.917,00 para R$ 6.829,00. No índice DMI-VivaReal a média nacional foi de R$ 4.868,00 no m² para venda no País. São Paulo é a terceira cidade no ranking, liderado por Brasília com o valor do m² de R$ 8.235,00 e seguido das seguintes cidades: Rio de Janeiro (R$ 7.154,00/m²), Recife (R$ 6.084,00 /m²) e Vitória (R$ 5.729,00 m²).

Na capital paulista, os cinco bairros mais valorizados para aluguel foram Chácara Santo Antônio (14,7%), Brás (14,3%), Cidade Jardim (11,1%), Vila Mazzei (9,6%) e Pinheiros (9,1%). Já os mais desvalorizados foram Jardim Aeroporto (-39,2%), São Judas (-21,3%), Jardim Leonor (-19,3%), Centro (-14,7) e Chácara Flora (-14%). 'O consumidor atual entende o aluguel como uma solução de moradia em curto prazo. É um momento financeiramente interessante para aqueles com recursos comprometidos ou que desejam aplicar seu capital em outros tipos de investimentos', comenta Lucas Vargas, CEO do VivaReal.

Os bairros com maiores variações negativas para venda foram Vila Paulista (-19,8%), Raposo Tavares (- 17,0%), Vila Libanesa (- 14,3%), Vila Ester (-11,4%) e Jardim Catanduva (-10,6%). Entre os mais valorizados estão Jardim Matarazzo (30,2%), Vila Diva (23,8%), Vila Rio Branco (17,5%), Jardim Penha (16,3%) e Jardim Brasil (16,1%).

Procura por imóveis de até 100 m² é maior que a oferta

O índice DMI-VivaReal também acompanha a demanda por imóveis. Em setembro de 2016, 45% dos consumidores paulistanos buscaram imóveis para compra e 55% para aluguel. No mês, 49,05% dos consumidores procuram por imóveis entre 51 a 100 m² e a oferta relativa desses imóveis é de 40,64%. No que diz respeito ao número de dormitórios, 46,38% procuram imóveis de dois dormitórios, enquanto a oferta relativa é de 32,93%.

Os imóveis com valores entre R$ 171 e R$ 350 mil (36,77%) e R$ 501 mil e R$ 1 milhão (24,60%) são os mais procurados, senda que a oferta relativa representa 15,51% e 36,13%, respectivamente. Das pessoas procuram por imóveis até R$ 500 mil, a oferta disponível é de 34,94%.

(Redação - Agência IN)

Última modificação emTerça, 25 Outubro 2016 00:06