Mercado imobiliário de São Paulo mantém bons indicadores

De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), foram comercializadas em fevereiro 1.448 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo, resultado 14,4% inferior às 1.692 unidades vendidas. Porém, quando o resultado é comparado com as 798 comercializações de fevereiro de 2017, houve crescimento de 81,5%.

SP ganha reforço de R$ 99 milhões do Ministério da Saúde

A capital paulista vai receber reforço de R$ 99 milhões para o Bloco de custeio de Média e Alta Complexidades Ambulatorial e Hospitalar (MAC). O anúncio foi feito nesta quinta-feira (5) pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, na prefeitura de São Paulo, em solenidade com a presença do prefeito João Doria e autoridades. Em 2017, o Ministério destinou R$ 1,3 bilhão para financiamento desses procedimentos na capital paulista.

Doria é pré-candidato ao governo de São Paulo

Ontem, 12, o atual prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, foi inscrito como pré-candidato ao Governo do Estado pelo PSDB. “‪Pessoal, não posso negar essa importante convocação. A maioria absoluta dos representantes e lideranças do meu partido fez esse chamado”, disse Doria.

Carnaval de rua movimenta R$ 400 mi em São Paulo

A Federação do Comercio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Turismo, estima que o Carnaval da capital paulista se consolidou como um evento de expressividade econômica, movimentando, até o momento, cerca de R$ 400 milhões. Na análise da Entidade, a cifra ainda pode aumentar, uma vez que há previsão de mais dois dias de atividades (17 e 18 de fevereiro).

  • Publicado em Economia

Faturamento do setor de serviços volta a crescer em 2017

Em dezembro de 2017, o faturamento real do setor de serviços na cidade de São Paulo registrou alta de 8,7% em relação ao mesmo mês de 2016, atingindo R$ 25,3 bilhões. É a maior cifra para o mês desde o início da série histórica da pesquisa, em 2010, segundo dados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

  • Publicado em Economia

Varejo paulista cresce em vendas pelo 3º mês consecutivo

O comércio varejista no Estado de São Paulo continua demonstrando melhor desempenho nas vendas deste ano do que os valores apurados ao longo de 2016. Em maio, o varejo paulista apontou alta de 5,6%, na comparação com o mesmo mês de 2016, alcançando faturamento real de R$ 50,4 bilhões, aproximadamente R$ 2,6 bilhões acima do valor apurado no mesmo período do ano passado. Com essa elevação, o setor já acumula três meses de crescimento no faturamento real na comparação interanual. Nos cinco primeiros meses deste ano, as vendas no varejo foram 3,3% maiores do que o mesmo período de 2016, com faturamento R$ R$ 7,8 bilhões superior. Considerando os últimos 12 meses, o setor apresentou alta de 2,5%.

Preço do imóvel atinge o maior valor do ano em São Paulo

O preço nominal médio do m² para venda em São Paulo (SP) atingiu R$ 6.863 em julho de 2017, desvalorização nominal de 0,2% em comparação ao mesmo período de 2016 (R$ 6.875). Em relação a junho deste ano (R$ 6.855), houve valorização de 0,1%. O levantamento foi realizado pelo VivaReal.

Saldo de empregos no varejo de São Paulo fica negativo

O mercado de trabalho do comércio varejista do Estado de São Paulo voltou a oscilar em maio, após a criação de 1.570 postos de trabalho em abril. No quinto mês deste ano, o varejo paulista eliminou 905 empregos formais, resultado de 72.172 admissões e 73.077 desligamentos. Com isso, o varejo paulista encerrou o mês de maio com 2.053.179 trabalhadores formais, queda de 0,8% na comparação com o mesmo mês de 2016. Apesar do desempenho negativo, vale ressaltar que o fechamento de vagas foi muito mais ameno do que em maio no ano passado, quando o saldo ficou negativo em 3.730 empregos. No acumulado dos últimos 12 meses, foram extintos 15.862 empregos com carteira assinada.

Assinar este feed RSS