Bolsas sobem após PIB dos EUA

  •  
Bolsas sobem após PIB dos EUA (Foto: Divulgação) Bolsas sobem após PIB dos EUA

As principais bolsas de valores globais apresentam ganhos nesta quinta-feira, 21, após o resultado do produto interno bruto dos Estados Unidos. Com isso, os índices europeus e norte-americanos operam em campo positivo.

Ásia

Na Ásia, o fechamento foi de lado. O índice Nikkei caiu 0,11%, aos 22.866,10 pontos. O índice Topix de todos os valores perdeu 0,08%, aos 1.822,61 pontos. As maiores altas foram registradas nas ações das empresas: SUMCO Corp.: 4,28%; Chiyoda Corp.: 3,88% e as da Fujikura Ltd.: 3,42%.

Europa

Já na Europa,o fechamento foi positivo em sua maioria. 

EUA

Em Wall Street, bolsas apresentam ganhos.

Por lá, o Produto Interno Bruto (PIB) do País apresentou ganhos de 3,2% no terceiro trimestre de 2017 (3T17) na série anualizada, contra os 3,3% do trimestre anterior. Vale destacar que os analistas esperavam uma alta de 3,3% no terceiro trimestre do ano.

Além disso, os pedidos semanais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos registraram alta, segundo dados do departamento do Trabalho. Na semana terminada em 15 de dezembro, foram registrados 245 mil pedidos de seguro-desemprego. Os analistas esperavam 231 mil pedidos na semana avaliada, contra os 225 registrados na semana anterior.

Brasil

Aqui no Brasil, o Ibovespa acompanha o desempenho externo e sobe 1,93%.

Agenda

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) teve variação de 0,35% em dezembro, pouco acima da taxa de 0,32% de novembro. Com isso, o IPCA-E, que se constitui no IPCA-15 acumulado, fechou o ano de 2017 em 2,94%, menor resultado acumulado desde 1998, quando havia registrado 1,66%. Em dezembro de 2016, a taxa havia sido 0,19%.

Já a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que a prévia da Sondagem da Indústria de dezembro de 2017 sinaliza estabilidade do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de novembro. Após a quinta alta consecutiva, o índice cairia 0,1 ponto, para 98,2 pontos.

Câmbio

Para finalizar, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar estabilidade em relação às demais moedas globais.

(MR – Investimentos e Notícias)