Ibovespa avança 1,60% em linha com o exterior

  •  
Ibovespa avança 1,60% em linha com o exterior (Foto: Divulgação) Ibovespa avança 1,60% em linha com o exterior

Nesta segunda-feira, 05, o principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa avança em linha com o cenário externo. Há pouco, o índice, valorizava 1,60%, aos 47.786 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 2.309 bilhões.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o impulso dado pelo relatório americano de emprego mais fraco na sexta continua sendo observado nos mercados de risco no mundo todo. Bolsas europeias em alta influenciam a abertura positiva nos EUA e por aqui. Commodities seguem valorizadas e atuam de forma positiva no mercado doméstico. A bolsa chinesa segue fechada por conta de feriado local até quinta-feira. No campo político, a semana é muito importante para o governo. O Planalto medirá o potencial de adesão da base do Congresso em votações dos vetos presidenciais a partir de amanhã e esse evento pode fazer nossa bolsa se descolar do bom momento externo. O Governo aposta que após a reforma ministerial de semana passada, a base foi reagrupada e o caminho do impeachment ficou mais difícil. Esperaremos para ver ao longo da semana. Para hoje, segue como efeito de primeira ordem na abertura o viés positivo externo.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Oi (PN) que avançavam 7,14% e o Pão de Açúcar (PN) que apresentavam alta de 5,69%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Smiles (ON), que recuavam 3,99% e a Braskem (PNA) que apresentavam revés de 1,56%.

Do lado corporativo, a Oi anunciou que, durante o prazo de conversão voluntária de ações preferenciais em ações ordinárias de emissão da Oi ('Conversão Voluntária de PNs') e da oferta para permuta de American Depositary Shares representativos de ações preferenciais ('ADSs Preferenciais') por American Depositary Shares representativos de ações ordinárias ('ADSs Ordinários') ('Oferta para Permuta'), encerrado em 01/10/2015, um total de 314.250.655 ações preferenciais da Oi (incluindo as ações preferenciais representadas por ADSs Preferenciais), ou 66,84% das ações preferenciais ex-tesouraria, foi objeto de manifestações de conversão por titulares de ações preferenciais e de aceitação da Oferta para Permuta por titulares de ADSs Preferenciais da Oi.

E abrindo a agenda de indicadores internos, o Banco Central divulgou o Boletim Focus, que na medição, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2015 recuou de -2,80% para -2,85%. Já para 2016, o prognóstico do PIB ficou em -1,00%. Já a taxa de câmbio em 2015 ficou em R$ 4,00. Para 2016 a taxa permaneceu em R$ 4,00.

Do lado político, a presidente Dilma Rousseff dá posse hoje (5) aos novos ministros, em cerimônia à tarde no Palácio do Planalto. Os nomes foram anunciados sexta-feira (2) pela presidente, juntamente com medidas administrativas para diminuir os gastos do governo, como a redução de 30 secretarias nacionais em todos os ministérios, a criação de um limite de gastos com telefonia, passagens aéreas e diárias, o corte de 10% na remuneração dos ministros e a revisão de todos os contratos de aluguel e de prestação de serviços.

No exterior, o índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) composto dos 17 países que compõem a zona do euro recuou para 53,6 pontos em setembro deste ano, ante taxa de 53,9 pontos no mês anterior, segundo informações divulgadas hoje pelo instituto Markit Economics. O resultado veio abaixo do esperado pelo mercado (53,9). Vale lembrar que toda marcação acima dos 50 pontos indica expansão do setor.

Além disso, o setor de serviços dos Estados Unidos desacelerou em setembro, de acordo com o índice de diretores de compras publicado pela associação ISM. O índice da atividade não industrial caiu 2.1 ponto, ficando em 56,9%, uma porcentagem abaixo do esperado pelos analistas (57,7%).

(MR – Agência IN)