Ibovespa avança 1,74% nesta sexta-feira

  •  
Ibovespa avança 1,74% nesta sexta-feira (Foto:Divulgação) Ibovespa avança 1,74% nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, 02, o principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, apresenta ganhos em linha com o cenário externo. Há pouco, o índice, operava com alta de 1,74%, aos 59.246 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 3.054 bilhões.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, todos os olhos focam o Payroll e os indicadores de emprego nos EUA. A discussão de quando e quantas altas de juros serão promovidas pelo FED tem direto impacto na alocação de ativos no mundo, impactando assim a demanda por ativos de risco. Essa importância dos indicadores deixam os mercados sem direção única durante a madrugada na Ásia e Europa. Como o indicador de emprego veio mais fraco que o imaginado, a demanda para ativos emergentes deve continuar robusta, já que os riscos de altas inesperadas ficam fora do radar como aventado pelos discursos de dirigentes do Fed em relação a perspectivas em setembro praticamente se inviabilizam. Clima político perde atratividade no curto prazo, uma vez que nada de importante deve ser decidido até o retorno do presidente na semana que vem.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Usiminas (PNA) que avançavam 6,98% e a Petrobras (ON) que apresentavam alta de 4,98%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Kroton (ON), que recuavam 2,00% e a Klabin (ON) que apresentavam revés de 1,86%.

E abrindo a agenda de indicadores internos, a produção industrial variou 0,1% em julho de 2016 frente ao mês imediatamente anterior (série sem ajuste sazonal), quinto resultado positivo consecutivo nesse tipo de comparação, acumulando crescimento de 3,7% nesse período, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No exterior, o Índice de Preços ao Produtor Industrial (PPI, na sigla em inglês) nos 17 países que compõem a zona do euro recuou 0,1% em julho deste ano, ante o mês anterior, segundo informações divulgadas hoje pelo Escritório de Estatística da União Europeia, Eurostat. Em junho, houve alta de 0,8%. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o PPI caiu 2,8% em julho.

Por fim, a taxa de desemprego nos Estados Unidos ficou em 4,9% em agosto, o mesmo nível de julho, informou o departamento do Trabalho. O número de desempregados foi 7,8 milhões em agosto. Por outro lado, a economia americana criou 151.000 empregos em agosto. Porém analistas esperavam 180 mil postos de trabalho.

(MR – Agência IN)