Ibovespa recua 0,34% nesta quinta-feira

  •  
Ibovespa recua 0,34% nesta quinta-feira (Foto: Divulgação) Ibovespa recua 0,34% nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira, 19, o principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, apresenta perdas com a desvalorização das ações da Petrobras. Há pouco, o índice, recuava 0,34%, aos 51.108 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 959 milhões. 

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, depois de observado dias tranquilos nos mercados externos durante o feriado do carnaval, as bolsas por aqui operaram em alta durante o dia todo de ontem. No final do dia, os países emergentes foram agraciados com o tom mais ameno da Ata do FED, no final do dia. Esse evento trouxe o impulso final para ativos emergentes, como moedas e bolsas. Para hoje, a queda das commodities, principalmente o petróleo renova o tom mais pessimista. Como observamos vários dias de alta por aqui, a realização pode ser inevitável. Na Europa, a possibilidade da Grécia pedir a extensão do programa de ajuda dilui a pressão negativa com commodities. Nossos problemas crônicos de crescimento e inflação ainda são os pontos impeditivos para descolamento positivo. Viés negativo na abertura, com investidores namorando a realização de lucros recentes.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Marcopolo (PN) que avançavam 3,85% e a Estacio (ON) que apresentavam alta de 3,27%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Oi (PN), que recuavam 4,96% e a Petrobras (PN) que apresentavam viés negativo de 3,26%.

Do lado corporativo, a Vale anunciou que obteve um forte desempenho operacional no quarto trimestre de 2014 (4T14) e em 2014, com recordes de produção de minério de ferro, níquel, cobre e ouro. Os estoques de minério de ferro diminuíram em 4,8 Mt no 4T14, tendo em vista o recorde de embarques no trimestre.

E abrindo a agenda de indicadores internos, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, registrou queda de 1,57% na segunda semana de fevereiro, contra os 1,78% registrados na primeira semana. Nesta apuração, o item de Habitação pesa mais no orçamento doméstico, passando de 0,84% para 1,26%.

Já a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou, no segundo decêndio de fevereiro, variação de 0,16%. No mês anterior, para o mesmo período de coleta, a variação foi de 0,55%.

No exterior, o governo da Grécia solicitou formalmente à União Europeia (UE) a ampliação do atual acordo de empréstimo para assegurar o financiamento do país a curto prazo e ganhar tempo para apresentar um novo programa de reformas, informou uma fonte governamental. "O pedido foi enviado a Bruxelas", disse a fonte, que não revelou o conteúdo exato da solicitação que os sócios europeus estudarão durante a tarde. Vale lembrar que Atenas havia anunciado que solicitaria uma ampliação do empréstimo por um período de seis meses.

Além disso, os pedidos semanais de seguro-desemprego recuaram mais que o previsto nos Estados Unidos, segundo dados publicados pelo departamento do Trabalho. Na semana encerrada em 13 de fevereiro, foram feitos 283.000 novos pedidos de benefícios, uma queda de 21 mil em relação à semana anterior.

(MR – Agência IN)

Última modificação emQuinta, 19 Fevereiro 2015 12:45