Ibovespa sobe 1,50% impulsionado por commodities

  •  
Ibovespa sobe 1,50% impulsionado por commodities (Foto: Divulgação) Ibovespa sobe 1,50% impulsionado por commodities

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, opera com ganhos nesta segunda-feira, 26, impulsionado pelo preço do petróleo. Há pouco, o índice, operava com alta de 1,50%, aos 62.002 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 2.860 bilhões.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o mercado repercute melhora das commodities e diante de novo indicador de inflação apontando declínio. Ainda, expectativa fica por conta da possibilidade de processo do presidente em 3 denúncias pela PGR e novas concessões para aprovação das reformas no Congresso em especial a previdenciária.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Usiminas (PNA) que avançavam 4,05% e a Cyrela (ON) que apresentavam alta de 3,96%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Qualicorp (ON), que decaíram 2,25% e da Embraer (ON) que recuavam 1,90%.

Agenda

O Banco Central (BC) divulgou o Boletim Focus, que na medição, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2017 caiu para 0,39%. Já para 2018, o prognóstico do PIB ficou em 2,10%. Já a previsão para a taxa de câmbio em 2017 ficou em R$ 3,32. Para 2018 a taxa ficou em R$ 3,40.

Por outro lado, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getúlio Vargas recuou 1,9 ponto em junho, para 82,3 pontos, devolvendo a alta do mês anterior. A piora da confiança pode ser reflexo do aumento da incerteza política após 17 de maio.

Exterior

No exterior, os pedidos de bens duráveis nos EUA apresentaram queda em maio na comparação com o mês anterior, segundo dados publicados pelo departamento do Comércio. Os pedidos ficaram em -1,1%, depois de uma queda de 0,8% em abril. Em suas previsões, os analistas esperavam uma queda de 0,6% em maio.

Além disso, a atividade econômica da região de Chicago recuou em maio, de acordo com o Chicago Fed National Activity Index (CFNAI). O indicador recuou a -0,26 pontos. No mês anterior, o índice apresentou ganhos de 0,57 pontos.

Por fim, o indicador de sentimento econômico IFO da Alemanha avançou em junho, chegando aos 115,1 pontos ante a marca de 114,6 pontos verificada no mês anterior. Por outro lado, o subíndice do IFO de condições atuais subiu a 124,1 pontos no mês de junho, em relação aos 123,3 pontos de maio.

(MR – Agência IN)