Mitos e verdades sobre a Bolsa de Valores

  •  
Mitos e verdades sobre a Bolsa de Valçores Foto: Divulgação Mitos e verdades sobre a Bolsa de Valçores

Atualmente, existem diversas opções de investimentos disponíveis no mercado e, cada vez mais, as pessoas estão buscando novas alternativas para diversificar as suas carteiras, principalmente neste cenário de aumento das taxas de juros e retorno da inflação.

Embora a captação da poupança tenha a voltado a ficar positiva no último mês de maio (o volume de depósito no país está em R$ 620,3 bilhões, novo recorde, conforme informações do BC), para Amerson Magalhães, diretor da Easynvest Título Corretora, os investidores estão descobrindo que as alternativas para poupar vão muito além da tradicional caderneta de poupança e CDB.

Entre as diversas possibilidades de investimento estão as ações de empresas listadas em Bolsa de Valores. “A falta de informação e o consequente medo de perder o capital investido são fatores que ainda afastam muitos investidores do mercado acionário, principalmente a pessoa física”, completa.

Para esclarecer algumas dúvidas, o diretor da Easynvest Título Corretora, aponta alguns mitos e verdades sobre investir em ações.

Ø INVESTIR EM AÇÕES É COMPLICADO

MITO. Ao contrário do que muita gente pensa, investir em ações é mais simples do que parece. “Para investir em ações basta fazer o cadastro em uma corretora de valores. Com as plataformas de negociação, que permitem a negociação de ações na Bolsa de Valores pela internet, o acesso ao mercado ficou mais fácil e com menor custo.”, afirma Magalhães.

Ø CONSIGO INVESTIR EM AÇÕES COM POUCO DINHEIRO

VERDADE. Para Amerson, investidores iniciantes, inclusive, devem começar a investir quantias pequenas, em papéis de empresas boas pagadoras de dividendos e mais tradicionais. 

Ø É MUITO FÁCIL GANHAR DINHEIRO COM AÇÕES

MITO. Quem investe em ações deve ser resiliente. Além disso, deve estar sempre atento às notícias e ao comportamento das empresas que fazem parte da sua carteira. “Quando o investidor compra ações é essencial que ele fique alerta quanto ao desempenho da companhia, afinal de contas, quem compra uma ação se torna sócio da empresa”, completa.

Ø RENDIMENTOS EM AÇÕES TÊM COBRANÇA DE IMPOSTO DE RENDA

VERDADE. Quando o valor das vendas no mês superam R$ 20 mil, o investidor deve recolher o imposto sobre o total dos ganhos (alíquota de 15%). Caso feche o mês com prejuízo, pode acumular esse valor para compensar com ganhos em meses posteriores. Para operações iniciadas e encerradas no mesmo dia, chamadas de day-trade, a alíquota é de 20%.
No entanto, todos investidores que realizaram operações em bolsa devem fazer a declaração de renda variável, mesmo que não tenham obtido ganhos no período. “A apuração do resultado do investimento em ações é mensal e deve ser realizada pelo próprio investidor. A apuração mensal ajuda na organização das informações e facilita o trabalho na declaração de ganhos com renda variável anual”, reforça Magalhães.

Ø A BOLSA É UM CASSINO

MITO. No cassino você faz sua aposta e conta com a sorte. Na bolsa é preciso analisar as empresas antes de investir. Seu resultado depende fundamentalmente de sua estratégia.

Ø AÇÕES PODEM SER OPÇÕES PARA APOSENTADORIA

VERDADE. Diferentes objetivos permeiam o investidor de ações, dentre eles investir pensando na aposentadoria. “Acreditamos que o investimento em bolsa é um investimento de longo prazo, portanto, atende perfeitamente quem já está pensando em garantir um futuro mais confortável”, completa. 

Ø SÓ PODE INVESTIR QUEM ACOMPANHA O MERCADO DIARIAMENTE

MITO. Para investir na bolsa não é preciso acompanhar o mercado diariamente. Acompanhar periodicamente o resultado das empresas e do setor é suficiente para alterar a estratégia de investimento, se necessário, e decidir quanto comprar ou vender.

Ø É POSSÍVEL INVESTIR NA BOLSA SEM TER QUE COMPRAR AÇÕES DE DIVERSAS COMPANHIAS

VERDADE. Para reduzir o risco do investimento em ações, o investidor deve buscar a diversificação da sua carteira. E essa regra vale tanto para o pequeno investidor quanto para aquele que possui mais recursos. Uma alternativa são os ETFs (Exchange Traded Funds), que são fundos espelhados em índices e suas cotas são negociadas em Bolsa da mesma forma que as ações.

Para mais informações, acesse o site www.easynvest.com.br.

(Redação - Agência IN)