Poupança, ações, títulos públicos...qual o melhor investimento na crise?

Quem consegue guardar dinheiro, mesmo com a crise, enfrenta uma grande dúvida, qual o melhor investimento perante um cenário altamente instável. Realmente essa não é uma pergunta fácil, principalmente, se formos levar em conta que muitos investidores perderam muito dinheiro investindo em ações e a poupança vem rendendo menos que a inflação.

Taxa de juros explica comportamento da poupança

A caderneta de poupança, que é uma das formas de aplicação mais populares no Brasil, registrou mais um mês de saques superiores aos depósitos. De acordo com o professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Pedro Raffy Vartanian 'este comportamento observado nos últimos meses pode ser explicado tanto pelo aumento da taxa básica de juros da economia quanto pela queda nos níveis de renda e emprego'.

Retiradas da poupança superam depósitos em R$ 5,38 bi

Pelo segundo mês seguido, a fuga de recursos da caderneta de poupança diminuiu. Segundo dados divulgados hoje (6) pelo Banco Central (BC), as retiradas superaram os depósitos em R$ 5,38 bilhões em março, quando os brasileiros pouparam R$ 164,397 bilhões, mas sacaram R$ 169,777 bilhões da caderneta.

 

Saques da poupança superam depósitos em R$ 6,63 bilhões em fevereiro

Os saques da poupança superaram os depósitos em R$ 6,63 bilhões, em fevereiro deste ano. No mês passado, os clientes bancários sacaram R$ 159,08 bilhões. Os depósitos chegaram a R$ 152,45 bilhões. A soma total dos rendimentos da poupança ficaram em R$ 4,08 bilhões e o saldo total depositado nos bancos chegou a R$ 646,08 bilhões. Em fevereiro de 2015, a poupança registrou saldo negativo de R$ 6,26 bilhões. As informações foram divulgadas hoje (4) pelo Banco Central.

Saques da poupança bateram recorde em janeiro

Os saques da poupança superaram os depósitos em R$ 12,03 bilhões, em janeiro deste ano. É a maior retirada líquida mensal registrada na série histórica do Banco Central, iniciada em 1995. Em janeiro de 2015, também houve retirada líquida, mas o resultado negativo foi menor: R$ 5,52 bilhões.

Poupança fica positiva em dezembro, mas retiradas do ano superam histórico do BC

Depois de 11 meses seguidos de resgate líquido (descontados os depósitos) da poupança, os brasileiros voltaram a aplicar dinheiro em dezembro. No último mês do ano, a captação líquida (depósitos superiores aos saques) ficou em R$ 4,789 bilhões. Apesar do resultado positivo, essa foi a menor captação líquida registrada em dezembro desde 2011 (R$ 3,589 bilhões).

Poupança tem mais saques do que depósitos pelo 11º mês seguido

Os saques da poupança superaram os depósitos em R$ 1,303 bilhão, em novembro. Esse foi o 11º mês seguido de retirada líquida de recursos e o pior resultado para meses de novembro, na série histórica do Banco Central (BC), iniciada em janeiro de 1995. Em novembro de 2014, houve mais depósitos do que retiradas, com captação líquida de R$ 2,534 bilhões. Nos 11 meses deste ano, a retirada líquida (descontados os depósitos) totaliza R$ 58,357 bilhões.

Assinar este feed RSS