Wall Street fecha a semana acumulando perdas

Os principais índices acionários dos EUA encerraram a semana em baixa, por preocupações com coronavírus. O índice Dow Jones Industrial caiu 0,98%, aos 25.864,78 pontos mas, acumulou alta de 0,38% na semana. O S&P 500 recuou 1,71%, aos 2.972,37 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq desvalorizou 1,87%, aos 8.575,62 pontos e apesar da queda de hoje, acumulou leve alta de 0,11% na semana.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Wall Street é derrubada por incertezas, Dow Jones perde 3,58%

As ações dos Estados Unidos tiveram um dia trágico nesta quinta-feira, 5. Os indicadores americanos sofreram com fortes quedas nos ativos, ainda com o mundo olhando para a crise que o coronavírus está causando nas economias globais.

Na sessão de hoje, o Dow Jones caiu 3,58%, terminando aos 26.121,28 pontos. O S&P 500 perdeu 3,39%, caindo para 3.023,94 pontos. Enquanto o Nasdaq Composite recuou 3,10%, para 8.738,59 pontos.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Índices acionários dos EUA fecham a semana no vermelho

Os principais índices acionários dos EUA fecharam os negócios nesta sexta-feira (21) em queda. O índice Dow Jones Industrial caiu 0,78%, aos 28.992,41 pontos. O S&P 500 perdeu 1,05%, aos 3.337,75 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq diminuiu 1,79%, aos 9.576,59 pontos.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Wall Street fecha em queda nesta quinta-feira (20/02)

Os principais índices acionários dos EUA fecharam os negócios nesta quinta-feira (20) em queda, com temor sobre coronavírus. O índice Dow Jones Industrial caiu 0,44%, aos 29.219,98 pontos. O S&P 500 perdeu 0,38%, aos 3.373,23 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq desvalorizou 0,67%, aos 9.750,97 pontos.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Wall Street sofre retração, Dow Jones recua 0,43%

Nos Estados Unidos, a bolsa de Wall Street perdeu força nesta quinta-feira, 13 e acabou recuando. Após recordes atingidos no último pregão, Nova York viu seus índices acionários caírem, com investidores analisando possíveis novos estragos do coronavírus no mundo, além de balanços corporativos mistos.

Assinar este feed RSS