GM anuncia recall do Cobalt, Spin, Onix e Prisma

  •  
GM anuncia recall do Cobalt, Spin, Onix e Prisma (Foto: Divulgação) GM anuncia recall do Cobalt, Spin, Onix e Prisma

A General Motors do Brasil convocou, nesta quarta-feira (17/12), os proprietários dos veículos Chevrolet Cobalt, Spin, Onix e Prisma, produzidos no Brasil, para agendar, gratuitamente, a substituição da porca de fixação da bomba de combustível ou a eventual substituição do tanque de combustível.

Identificação do Produto:

Modelo / Intervalo de chassi não sequencial / Fabricação

Cobalt 2012, 2013 e 2014 / CB100006 a EB204194 / 10 de fevereiro de 2011 a 29 de outubro de 2013

Spin 2013 e 2014/ CB100006 a EB204194 / 10 de fevereiro de 2011 a 29 de outubro de 2013

Onix 2013 e 2014 / DG100001 a EG276280 / 27 de fevereiro de 2012 a 3 de dezembro de 2013

Prisma 2013 e 2014 / DG100001 a EG276280 / 27 de fevereiro de 2012 a 3 de dezembro de 2013

No comunicado, a empresa informa ter identificado a possibilidade de falha de vedação da porca que fixa a bomba de combustível na parte superior do tanque. Essa falha, aliada a condições atípicas, tais como capotamento, pode ocasionar vazamento contínuo de combustível pela parte superior do tanque o que, em contato com uma chama externa, pode gerar um princípio de incêndio, com risco de lesões físicas aos ocupantes do veículo e a terceiros.

A partir de 22 de dezembro de 2014, mediante prévio agendamento, o atendimento será feito na Rede de Concessionárias e Oficinas Autorizadas Chevrolet, de segunda-feira a sexta-feira, das 8 horas às 17 horas. Para mais informações, a General Motors disponibiliza o telefone 0800 702 4200 e o site www.chevrolet.com.br.

Conforme orientação da General Motors, até o início do atendimento da campanha, caso o consumidor perceba odor ou vazamento de combustível no seu veículo, o fabricante solicita que se dirija à Rede Chevrolet para orientações adicionais.

O Procon estadual de São Paulo orienta os consumidores sobre seus direitos. A empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.

(Redação – Agência IN)