Poupar é hábito pouco frequente mesmo entre os brasileiros de maior renda, revela indicador do SPC Brasil e CNDL

Guardar dinheiro todos os meses não é um hábito que faz parte da disciplina do consumidor brasileiro. Nem mesmo entre aqueles que possuem renda maior. Dados do Indicador Mensal de Reserva Financeira apurado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelam que em cada dez brasileiros com renda superior a cinco salários mínimos (R$ 4.690), apenas três (30%) conseguiram encerrar o último mês de novembro com sobras de dinheiro. No total, 66% das pessoas que fazem parte das classes A e B não foram capazes de guardar nenhuma parte de seus rendimentos. Quatro por cento não sabem ou não responderam.

Brasileiro não tem hábito de poupar dinheiro, aponta BC

Colocar os gastos na ponta do lápis tem se mostrado um desafio e tanto quando o objetivo é economizar. Prova disso é que 56% dos brasileiros assumiram não fazer orçamento doméstico ou familiar e 69% afirmaram não ter poupado nenhuma parte da renda recebida nos últimos 12 meses, conforme aponta levantamento do Banco Central.

Poupar ou gastar, eis a questão!

Os brasileiros têm se mostrado cada vez mais imediatistas e impacientes para se planejar financeiramente. Um levantamento divulgado nesta semana pelo DataFolha e publicado pela Folha de S. Paulo mostra que 65% da população não poupa para o futuro.

Apenas 16% dos consumidores das classes C, D e E conseguiram poupar em fevereiro

Com o Brasil ainda em recessão, os consumidores ainda não estão conseguindo poupar dinheiro em 2017. O Indicador de Reserva Financeira, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 20% dos consumidores guardaram alguma quantia em fevereiro - dentre as classes A e B essa proporção foi maior, de 34%. Já nas classes C, D e E, apenas 16% conseguiram poupar.

Poupar 10% do salário ajuda nas despesas em caso de desemprego

Atualmente, para comprar a sua casa própria, o carro que você deseja, ou até mesmo realizar um sonho é preciso poupar dinheiro em tempos de crédito caro e o melhor caminho é muito simples: comece agora a guardar ao menos dez por cento do seu salário todo mês. Essa espécie de "contribuição a si mesmo" é fundamental para chegar à realização dos sonhos e melhorar a vida financeira.

Sicredi estimula o hábito de poupar

Para celebrar o Dia Mundial da Poupança, que ocorre em 31 de outubro, o Sicredi realiza uma campanha que estimula o hábito de poupar junto aos seus mais de 3 milhões de associados. Além de disponibilizar atendimento consultivo em seus 1.367 pontos de atendimentos pelo País, a instituição financeira cooperativa reformulou o site "Poupar pra chegar lá", ferramenta que apoia os poupadores na projeção do que é preciso guardar para realizar seus sonhos.

Especialista dá dicas para poupar e melhorar a relação com o dinheiro

Estabelecer uma boa relação com o dinheiro é um exercício que exige foco, planejamento e atenção. E a saúde deste relacionamento vai indicar o tempo para o alcance dos objetivos de ordem financeira, seja a compra de um imóvel ou de um carro, a realização de uma viagem, festa, casamento, pós-graduação e etc. Planejamentos que incluam a necessidade de poupar parte da renda, ainda não fazem parte do hábito do brasileiro, segundo pesquisa da Ipsos, encomendada pela Fenaprevi.

Assinar este feed RSS