INSS vai revisar 1,6 milhão de benefícios

O governo federal vai convocar 1,1 milhão de aposentados por invalidez e 530 mil trabalhadores que recebem auxílio-doença para a revisão dos benefícios. A previsão é de que, no início de setembro, os beneficiários que não passaram por perícia nos últimos dois anos comecem a ser chamados às agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A convocação não vale para aposentados por invalidez com mais de 60 anos.

A necessidade de idade mínima para aposentadoria

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Emprego e Relações do Trabalho, realizou nesta sexta-feira (5) um encontro para debater a reforma da Previdência Social. Na ocasião, o deputado federal Darcísio Paulo Perondi (PMDB/RS), o ex-ministro da Previdência Social, José Cechin, e o sociólogo, ex-deputado federal e presidente do Conselho de Economia, Sociologia e Política da FecomercioSP, Paulo Delgado, ressaltaram que, para que a reforma previdenciária brasileira seja justa e sustentável, é vital que seja estabelecida idade mínima para a aposentadoria.

Portaria regulamenta convocação de segurados do INSS que farão nova perícia

O Diário Oficial da União publica hoje (5) portaria que regulamenta a convocação de beneficiários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez para uma nova perícia médica. De acordo com o texto da portaria, a convocação não inclui os aposentados por invalidez que já tenham completado 60 anos de idade. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá convocar para a realização de perícia médica os segurados que estão em gozo de benefício por incapacidade mantidos há mais de dois anos.

CNT defende mudanças na Previdência Social

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) defende alterações na Previdência Social brasileira. Um conjunto de propostas será submetido ao governo federal, em parceria com outras confederações. O presidente da CNT, Clésio Andrade, defende que a área passe por uma profunda reforma, a ser discutida com toda a sociedade, caso contrário, há o risco de falência da Previdência nos próximos anos.

É alarmante o número divulgado pelo MTE, diz ACSP e Facesp

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, classifica como alarmantes os dados divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social, que indicam o fechamento de 55.520 postos de trabalho com carteira assinada no comércio em fevereiro – o setor foi o mais afetado.

 

Lucro da Dataprev cresce 22,75% em 2015

A Dataprev, empresa pública que fornece soluções de TIC para políticas sociais do Estado brasileiro, obteve em 2015 um lucro de R$ 210,1 milhões, 22,75% maior do que em 2014. “Apesar de um ano difícil em termos de fluxo de caixa, é um resultado excepcional, que reflete em grande medida a eficiência de gestão, fundamental quando o faturamento cresce, mas aumenta o prazo médio de recebimento", afirma o diretor de Finanças e Serviços Logísticos da Dataprev, Álvaro Botelho.

Segurados devem atualizar endereço junto à Previdência Social

Os segurados e beneficiários da Previdência Social devem manter seus endereços atualizados junto à Previdência Social para continuar recebendo as correspondências oficiais da instituição, tais como o extrato anual e a carta de concessão de benefício. Aposentados e pensionistas podem fazer a atualização de dados pelo site da Previdência Social.

Governo Central tem déficit de R$ 114,9 bi em 2015; o maior dos últimos 19 anos

O Governo Central (Previdência Social, Tesouro Nacional e Banco Central) registrou, no ano passado, resultado primário deficitário em R$ 114,9 bilhões, ou 1,94% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas do país. Trata-se do pior resultado anual, desde o início da série histórica, em 1997. Em 2014, o déficit registrado ficou em R$ 17,2 bilhões ou 0,3% do PIB. A diferença entre 2014 e 2015 supera R$ 97 bilhões.

Assinar este feed RSS