Microempreendedores são os mais otimistas com a Copa

As microempresas que atuam nos segmentos de Moda, Alimentação e Transporte são as mais otimistas em relação aos efeitos da Copa do Mundo em seus negócios. Na liderança do ranking, 57% do grupo de microempresários ligados à costura e confecção de roupas e acessórios acreditam no aumento das vendas ou prestação de serviços. Também compartilham dessa expectativa positiva 55% dos donos de bares, lanchonetes, cafés, restaurantes e minimercados, e 47% dos taxistas, motoristas particulares e donos de frota.

Copa do Mundo impulsiona empresas esportivas em três regiões do país, diz IBGE

Em 2014, a receita bruta das empresas dedicadas às atividades culturais recreativas e desportivas mostrou a maior variação real anual, entre todas as atividades do setor de Serviços, nas regiões Norte (18,0%), Nordeste (37,8%) e Sul (20,2%), devido à Copa do Mundo de futebol, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desonerações e Copa fazem arrecadação federal cair 1,6% em julho

As desonerações federais e o menor número de dias úteis durante a Copa do Mundo fizeram a arrecadação federal registrar queda em julho. Segundo números divulgados há pouco pela Receita Federal, a arrecadação somou R$ 98,816 bilhões no mês passado, com recuo de 1,6% em relação ao resultado de julho do ano passado, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Desembarques são recorde em 2014

A Copa do Mundo no Brasil confirmou a tendência de aumento no número de desembarques nacionais e internacionais nos aeroportos brasileiros - e confirmou um recorde histórico de desembarques pelo país. O primeiro semestre deste ano marcou a entrada de 5.013.786 de voos do exterior, um acréscimo de 8,06% na movimentação, se comparado ao primeiro semestre de 2013 (4.639.934). Os desembarques nacionais também são recordes, com 45.239.579, o que apresenta um aumento de 7,04% se comparado ao mesmo período do ano passado.

Copa do Mundo impulsiona vendas da Ambev

Nesta quinta-feira, 31, a Ambev anunicou que a realização da Copa do Mundo no Brasil e a campanha “Copa Sem Aumento” foram os fatores principais que influenciaram o aumento de vendas da companhia no segundo trimestre do ano.

Copa rende venda de mais de 260 mil cartões com o mascote Fuleco

As empresas Banco do Brasil e Visa comemoram a marca da venda de mais de 260 mil cartões temáticos com o mascote da Copa, o Fuleco, durante o período de jogos. O plástico traz a imagem do tatu-bola e agrega uma série de outras vantagens. O Banco do Brasil trouxe uma tecnologia inédita, a qual permite ao usuário fazer a solicitação de um cartão “espelho” do seu principal, personalizando com a foto que desejar, ou até mesmo optando pelos cartões temáticos oferecidos na Galeria de Cartões Ourocard.

Assinar este feed RSS