Transações correntes apresentaram déficit de US$5,7 bilhões em março

Em março, as transações correntes apresentaram déficit de US$5,7 bilhões, acumulando, nos últimos doze meses, saldo negativo de US$101,6 bilhões, equivalente a 4,54% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados do Banco Central (BC). Na conta financeira, as captações líquidas superaram as concessões líquidas em US$5,2 bilhões, destacando-se o ingresso líquido de US$4,3 bilhões em investimento direto no país.

Dívida externa bruta totalizou US$347,8 bilhões em março

A posição da dívida externa bruta estimada para março totalizou US$347,8 bilhões, redução de US$728 milhões em relação à posição de dezembro de 2014, segundo dados do Banco Central (BC). A estimativa da dívida externa de longo prazo atingiu US$286 bilhões, redução de US$4,8 bilhões, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$61,7 bilhões, elevação de US$4,1 bilhões no mesmo período.

HSBC lidera ranking de reclamações do Banco Central

O HSBC liderou o ranking de reclamações do Banco Central em março, segundo levantamento divulgado hoje (15) pelo Banco Central (BC). A segunda colocação ficou com o Bradesco, seguido pelo Santander. O BC levou em consideração as instituições financeiras com mais de dois milhões de clientes.

Dívida mobiliária federal totalizou R$2.213,4 bilhões em fevereiro

A dívida mobiliária federal interna, fora do Banco Central, avaliada pela posição de carteira, totalizou R$2.213,4 bilhões (42,8% do PIB) em fevereiro, registrando acréscimo de R$75,4 bilhões em relação ao mês anterior, segundo dados do BC. O resultado refletiu emissões líquidas de R$47,2 bilhões, elevação de R$1,1 bilhão em razão da depreciação cambial e incorporação de juros de R$27,1 bilhões.

Assinar este feed RSS