Balanço de pagamentos apresentou superávit em outubro

O balanço de pagamentos apresentou superávit de US$267 milhões em outubro, segundo dados do Banco Central (BC). O déficit em transações correntes somou US$8,1 bilhões no mês e US$70,7 bilhões no ano. Nos doze meses encerrados em outubro, as transações correntes acumularam déficit de US$84,4 bilhões, equivalente a 3,73% do PIB. Na conta financeira, destacaram-se os ingressos líquidos de investimentos estrangeiros em carteira, US$5,3 bilhões, e investimentos estrangeiros diretos (IED), US$5 bilhões.

Estoque de reservas internacionais cresce em outubro

O Banco Central (BC) divulgou nesta segunda-feira, 24, que o estoque de reservas internacionais no conceito liquidez atingiu US$376 bilhões em outubro, acréscimo de US$320 milhões em relação ao mês anterior. Em outubro, o estoque de linhas com recompra manteve-se no mesmo patamar de agosto e setembro, US$200 milhões. A receita de remuneração das reservas somou US$245 milhões.
 

Dívida externa cresce em outubro

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira, 24, que a posição da dívida externa bruta estimada para outubro totalizou US$343,5 bilhões, elevação de US$4,9 bilhões em relação ao montante estimado para setembro de 2014. A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$292,4 bilhões, aumento de US$4,1 bilhões, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$51,1 bilhões, aumento de US$755 milhões.

BC eleva limite de saldo mensal de contas simplificadas

O Banco Central elevou de R$ 2 mil para R$ 3 mil o limite máximo de saldo mensal permitido para as contas especiais de depósitos à vista e de poupança, mais conhecidas como “contas simplificadas”, disciplinadas na Resolução nº 3.211/2004. Também foi elevado o limite de saldo máximo para efeito de bloqueio a qualquer tempo dessas contas, que passa a ser R$ 6 mil.

Base monetária tem saldo diário de R$231,8 bilhões em setembro

A média dos saldos diários da base monetária atingiu R$231,8 bilhões em setembro, refletindo crescimento de 2,4% no mês, correspondente às elevações de 2,5% no papel-moeda emitido e de 2,2% nas reservas bancárias, segundo dados do Banco Central (BC). Em doze meses, a base monetária cresceu 7,8%.

Balanço de pagamentos apresenta superávit em setembro

O balanço de pagamentos apresentou superávit de US$339 milhões em setembro. O déficit em transações correntes somou US$7,9 bilhões no mês e US$62,7 bilhões no ano. Nos doze meses encerrados em setembro, as transações correntes acumularam déficit de US$83,6 bilhões, equivalente a 3,7% do PIB. Na conta financeira, destacaram-se os ingressos líquidos de investimentos estrangeiros em carteira, US$5,2 bilhões, e investimentos estrangeiros diretos (IED), US$4,2 bilhões.

Dívida externa bruta totaliza US$338,6 bilhões em setembro

O Banco Central divulgou nesta sexta-feira, 24, que a posição da dívida externa bruta estimada para setembro totalizou US$338,6 bilhões, elevação de US$5,4 bilhões em relação à posição de junho de 2014. A dívida externa estimada de longo prazo atingiu US$288,2 bilhões, redução de US$2,6 bilhões, enquanto o endividamento de curto prazo somou US$50,4 bilhões, aumento de US$8 bilhões em relação ao estoque do segundo trimestre de 2014.

Assinar este feed RSS