Varejo digital fatura R$ 2,2 bi na Semana do Brasil

A Semana do Brasil, uma tentativa de criar uma 'Black Friday' brasileira, mostrou resultados sutis no varejo digital. Um levantamento realizado pelo Compre & Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, mostra que o faturamento da data é 30,3% maior do que o mesmo período de 2018. Ao todo, a cifra é de R$ 2,2 bilhões.

  • Publicado em Economia

Atividade do comércio cresce 1,5% em agosto

O Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian apresenta uma desaceleração no movimento dos consumidores em lojas de todo o país em agosto de 2019, quando comparado com o mesmo mês de 2018. Apesar do aumento de 1,5%, este é o pior desempenho desde maio, quando o crescimento foi de 4,0%. Quando comparado com julho/19, a queda foi de -0,9%, enquanto a variação do acumulado dos oito primeiros meses do ano mostrou alta de 0,9%.

  • Publicado em Economia

Shoppings registram alta de 8,4% nas vendas do 1º semestre

Os dados do Índice Cielo de Varejo em Shopping Centers (ICVS Abrasce) apontaram que o primeiro semestre de 2019 registrou crescimento de 8,4% nas vendas, taxa que supera os resultados registrados pelo setor no período pré-crise, passados os cinco anos do início da recessão econômica do país. Além disso, os shoppings apresentaram neste período um acumulado superior ao de varejo de rua, cuja expansão foi de 6,4%, em relação ao primeiro semestre de 2018.

 

Comércio é setor que espera vender mais neste Dia dos Pais

O Comércio é o setor mais otimista em relação ao aumento das vendas no Dia dos Pais em 2019, de acordo com a Pesquisa Perspectiva Empresarial da Boa Vista, feita para a data comemorativa. Entre os empresários deste setor, 49% esperam um crescimento nas vendas do Dia dos Pais em comparação à data do ano passado. Outros 29% esperam vendas iguais, 22% preveem um cenário de queda nas vendas para a data deste ano.

 

Confiança do Comércio avança em julho

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas subiu 2,3 pontos em julho, ao passar de 93,2 para 95,5 pontos. Esse foi a segunda alta consecutiva, mas ainda insuficiente para mudar a tendência do índice em médias móveis trimestrais, que recuou pelo quinto mês seguido (-0,4 ponto).

Movimento do Comércio cresce 1,3% em junho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, cresceu 1,3% em junho deste ano na comparação com maio, já descontados os efeitos sazonais, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na comparação com junho de 2018, contudo, houve queda de 1,7%, enquanto, no acumulado em 12 meses, o indicador vem praticamente mantendo o ritmo observado desde o início do ano e subiu 1,4%.

Confiança do empresário cai 1,7% de maio para junho

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), recuou 1,7% na passagem de maio para junho e chegou a 118,3 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Na comparação com junho do ano passado, o indicador avançou 8,5%.

Assinar este feed RSS