5 dicas para aproveitar a restituição do imposto de renda

  •  
5 dicas para aproveitar a restituição do imposto de renda (Foto: Divulgação) 5 dicas para aproveitar a restituição do imposto de renda

O sexto lote do Imposto de Renda 2015 será pago a partir do dia 16 de novembro. Se você ainda não sabe o que fazer com este dinheiro, o diretor da Mongeral Aegon Investimentos, Cláudio Pires, dá algumas dicas de como aproveitar da melhor forma o valor da restituição sem perdas e com oportunidade de bons investimentos.

Pague suas dívidas
Dinheiro extra é ótimo para quitar dívidas que estejam prejudicando o orçamento da casa ou da família. No atual cenário econômico com a taxa Selic acima de 14% ao mês, é essencial usar a restituição para quitar cheque especial, cartão de crédito ou empréstimos e contas atrasadas. Tudo isso pode virar uma bola de neve difícil de controlar. Além disso, os juros geralmente são maiores que o rendimento dos investimentos. Aproveite esse momento para se livrar dessas preocupações.

Faça uma reserva financeira
Tem épocas que sobra mês e falta salário. Para não apelar para empréstimos bancários, mantenha uma reserva financeira compatível, no mínimo, com um mês dos seus gastos. Procure alternativas que rendam mais que a poupança. Com o atual cenário econômico de redução de postos de trabalhos e demissões, o ideal é guardar o equivalente a renda necessária para manter a família por pelo menos, um mês.

Invista para melhorar a renda familiar
Se você não tem dívidas, é uma ótima oportunidade de investir, principalmente em fundos que têm rendimento atrelado aos juros. A escolha vai depender também do seu perfil de investidor, do valor da restituição e do seu objetivo com o investimento. Quem pensa em um investimento de longo prazo para melhorar a renda familiar quando se aposentar é bom avaliar os investimentos de renda fixa. Segundo o diretor de investimentos da Mongeral Aegon, Cláudio Pires, eles são uma boa opção para quem não quer correr muitos riscos na hora de investir, mas quer um retorno maior do que a poupança.

Previdência Privada
Se você é o responsável por manter seu padrão de vida na aposentadoria, o quanto antes você começar a se preparar, melhor. Com aplicações mensais a partir de R$ 100, é possível investir em um plano de previdência privada. É uma forma de realizar seus sonhos, como juntar dinheiro para abrir seu próprio negócio ou garantir recursos para a educação do seu filho no futuro. Você faz uma reserva financeira e pode optar, no final do tempo estipulado, por receber uma quantia de uma vez só ou como uma renda mensal.

Aporte na previdência, vantagens fiscais para o próximo ano
Se já tem uma previdência privada, é hora de aproveitar as vantagens fiscais e reinvestir fazendo um aporte no seu plano de previdência. Quem faz a declaração completa do imposto de renda e tem um plano PGBL (Plano gerador de benefício livre) pode aproveitar a restituição para fazer um novo aporte, assim além de poupar, pode deduzir no próximo ano suas contribuições em até 12% da renda bruta anual tributável, desde que contribua com o INSS ou regime próprio de servidores públicos. Para isso, o aporte pode ser feito até 30 de dezembro para contar para o Imposto de renda de 2015. 

(Redação – Agência IN)