Cotações da mandioca caem

A oferta de mandioca aumentou na semana passada, devido à intensificação dos trabalhos de campo na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea. Assim, parte dos mandiocultores intensificou a comercialização na semana. 

Com maior oferta, preços da mandioca recuam 3% em uma semana

Apesar das chuvas dos últimos dias em parte das regiões produtoras de mandioca, os ritmos de colheita e de comercialização de mandioca melhoraram, devido aos preços ainda atrativos, à melhora do rendimento de amido e também à necessidade dos produtores de se capitalizar. 

Oferta aumenta, mas preços da mandioca seguem elevados

O ritmo de colheita aumentou nos últimos dias, devido às condições climáticas mais favoráveis, ao encerramento do plantio de mandioca e de soja, e ao maior interesse de parte de produtores em se capitalizar. Apesar disso, a oferta ainda é considerada bastante baixa para o período em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, permanecendo abaixo da demanda industrial e mantendo os preços em patamares elevados.

Baixa disponibilidade sustenta valores da mandioca

Os preços da mandioca, que atingiram patamares recordes na última semana de setembro, seguem firmes. Segundo colaboradores do Cepea, muitos dos produtores com mandioca disponível para comercialização têm priorizado o plantio, devido às recentes chuvas, mantendo baixa a oferta de raízes no mercado.

Disponibilidade reduzida impulsiona cotações da mandioca

As cotações da mandioca estão em alta na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea. Além da reduzida disponibilidade de lavouras de dois ciclos, o clima seco limitou o avanço da colheita nos últimos dias, levando parte dos agricultores a priorizar atividades relacionadas ao plantio.

Aumento da oferta pressiona cotações da mandioca

As cotações da mandioca caíram na última semana, refletindo a oferta elevada. Agricultores aproveitaram para intensificar a colheita nos dias em que o tempo esteve mais favorável. Segundo pesquisadores do Cepea, parte dos produtores tem necessidade de liberar áreas com raízes de 1º ciclo, por conta de problemas com podridão radicular ou para entregar arrendamentos a vencer nos próximos meses.

Assinar este feed RSS