BC anuncia redução na taxa Selic para 4,50% ao ano

  •  
BC anuncia redução na taxa Selic para 4,50% ao ano Foto: Divulgação

O Copom decidiu nesta quarta-feira, 11, por reduzir a taxa Selic para 4,50% a.a. Em sua 227ª reunião, o Comitê de Política Monetária nacional entendeu que os dados de atividade econômica a partir do segundo trimestre indicaram que o processo de recuperação da economia do país está andamento, ante o primeiro trimestre do ano. O cenário do Copom supõe que essa recuperação seguirá em ritmo gradual.

Além disso, segundo a Comitê do Banco Central, em relação ao cenário externo, a previsão de desaceleração econômica e de inflação abaixo das metas nas principais economias tem produzido ambiente relativamente favorável para economias emergentes.

Já as expectativas de inflação para os próximos anos apuradas pela pesquisa Focus mostram que 2019, 2020, 2021 e 2022 estarão e torno de 3,8%, 3,6%, 3,75% e 3,5%, respectivamente.

O BC informou ainda que as projeções para as taxas de juros e câmbio estão em 4,0% para 2019, 3,5% para 2020 e 3,4% para 2021.

Com isso, o cenário mostra que o ano terminará com a trajetória dos juros em 4,50% a.a.. No entanto, é provável que haja nova redução no começo de 2020, para 4,25%, porém um aumento até o final do próximo ano para 4,50%, se elevando até 6,25% a.a. em 2021.

Também supõe trajetória para a taxa de câmbio que termina 2019 em R$4,15/US$, 2020 em R$4,10/US$ e 2021 em R$4,00/US$.

No cenário híbrido com taxa de câmbio constante a R$4,20/US$ e trajetória de juros da pesquisa Focus, projeta-se inflação em torno de 4,0% para 2019, 3,7% para 2020 e 3,7% para 2021.

O Copom afirmou que "a conjuntura econômica prescreve política monetária estimulativa, ou seja, com taxas de juros abaixo da taxa estrutural". Mas é importante lembrar que é preciso ficar atento a uma eventual frustração em relação à continuidade das reformas e os riscos em relação ao ambiente externo.

(Redação - Investimentos e Notícias)