Black Friday movimenta R$2.56 bilhões no e-commerce

  •  
Black Friday movimenta R$2.56 bilhões no e-commerce (Foto: Pexels) Black Friday movimenta R$2.56 bilhões no e-commerce

A Black Friday ganha cada vez mais espaço no coração (e no bolso) dos brasileiros. Um levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie mostra que o faturamento total de compras via e-commerce realizadas do dia 26/11 às 00h01 até hoje (27), às 8h59 já ultrapassa um bilhão de reais. Ao todo, o valor é de R$2.056.283.533.

Os dados consideram vendas realizadas em todo o país. De acordo com o levantamento, a região que mais consome durante a Black Friday é a Sudeste, com R$ 1,1 bilhão. Em seguida, está o Nordeste, com R$ 395,1 milhões e, em terceiro lugar, o Sul, com R$ 289,3 milhões. O Centro-Oeste figura em quarto lugar, com R$ 141,2 milhões e, por último, está o Norte, com R$ 59,5 milhões.

“As ações promocionais de Black Friday para o mês ganharam força na última semana, com alguns consumidores já antecipando as suas compras principalmente durante os últimos dias. Este movimento irá colaborar para resultados excelentes do varejo online em novembro. Analisando exclusivamente os dados de quinta-feira (26), registramos uma forte aceleração desde o início da manhã, com picos de vendas que chegaram a ter crescimento nominal 85,1% maior se comparado com o passado”, destaca André Dias, fundador da Neotrust/Compre&Confie.

Perfil de consumo

Nesse período, foram realizados 3.285.814 pedidos de compra via internet. O tíquete médio nacional é de R$ 625,81. Entre as categorias mais consumidas, estão: Moda e Acessórios, Beleza, Perfumaria e Saúde, Artigos para Casa e Entretenimento, além de Eletrodomésticos e Ventilação.

A maior parte dos pedidos é realizada por mulheres (56,7%) enquanto os homens ficam com 43,3% das compras. A faixa etária que mais consome tem entre 26 e 35 anos (34,6%), seguida por consumidores entre 36 e 50 anos (33,2%) e por compradores de até 25 anos (19,4%). Os brasileiros com mais de 51 anos ocupam a menor porcentagem de compras on-line, representando 12,8% dos pedidos realizados.

(Redação - Investimentos e Notícias)