IBGE prevê alta de 5,9% na safra de grãos de 2019

  •  
IBGE prevê alta de 5,9% na safra de grãos de 2019 (Foto: Pexels) IBGE prevê alta de 5,9% na safra de grãos de 2019

Em agosto, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 239,8 milhões de toneladas, novo recorde para a produção de grãos do país, 5,9% superior à safra de 2018 (mais 13,3 milhões de toneladas) e estável (0,0%) em relação à divulgada em julho (mais 108,1 mil toneladas), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Já a estimativa da área a ser colhida foi de 62,9 milhões de hectares, 3,2% maior que a de 2018 (mais 1,9 milhão de hectares) e estável (0,0%) em relação a estimativa do mês anterior (menos 15.988 hectares). O recorde anterior foi da safra 2017, com 238,4 milhões de toneladas de grãos.

O arroz, o milho e a soja representam 92,7% da estimativa da produção e respondem por 87,2% da área a ser colhida. Em relação a 2018, houve aumento de 6,8% na área do milho e de 2,3% na da soja, e queda de 10,3% na área de arroz. Já na produção, ocorreram quedas de 3,9% para a soja e de 12,7% para o arroz, e aumento de 21,5% para o milho.

Entre as Grandes Regiões, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 111,1 milhões de toneladas; Sul, 77,9 milhões de toneladas; Sudeste, 22,2 milhões de toneladas; Nordeste, 19,2 milhões de toneladas e Norte, 9,4 milhões de toneladas. Em relação a 2018, ocorreram aumentos de 5,0% no Norte, de 10,0% no Centro-Oeste, de 4,5% no Sul e de 0,5% no Nordeste, e decréscimo de 3,1% no Sudeste. Em relação às unidades da federação, Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 28,1%.

Em agosto, em relação ao mês anterior, destacaram-se as variações nas seguintes estimativas de produção: sorgo (3,4%), tomate (1,5%), feijão 3ª safra (0,8%), milho 2ª safra (0,4%), trigo (0,3%), milho 1ª safra (-0,8%), aveia (-1,5%), feijão 2ª safra (-2,5%), feijão 1ª safra (-6,8%) e cevada (-6,9%). Em números absolutos, os destaques ficaram com o milho 2ª safra (282.499 t), sorgo (83.650 t), tomate (58.672 t), trigo (14.678 t), feijão 3ª safra (4.109 t), aveia (-14.639t), cevada (28.800 t), feijão 2ª safra (-29.018 t), feijão 1ª safra (-48.831 t) e milho 1ª safra (-194.439 t).

(Redação – Investimentos e Notícias)