IGP-DI - Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna

  •  
Índice registrou queda em 2017 Foto: divulgação Índice registrou queda em 2017

Entenda o que é IGP-DI e como este índice é calculado

IGP-DI sobe 1,74% em dezembro e fecha 2019 com alta de 7,70%

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,74% em dezembro, percentual superior ao apurado no mês anterior, quando o índice havia variado 0,85%, divulgou nesta quarta-feira (08) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o índice encerra o ano com alta de 7,70%. Em dezembro de 2018, o índice havia caído 0,45% e acumulava elevação de 7,10% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), responsável por 60% do IGP-DI, subiu 2,34% em dezembro, ante 1,11% em novembro. Na análise por estágios de processamento, o grupo Bens Finais acelerou de 1,74% em novembro para 2,88% em dezembro. O principal responsável por este avanço foi o subgrupo alimentos in natura, que passou de 1,74% para 9,79%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para o consumo, subiu 2,11% em dezembro, contra 1,71% em novembro.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), responsável por 30% do IGP-DI, 

subiu 0,77% em dezembro. Em novembro, o índice subiu 0,49%. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação: Alimentação (0,42% para 2,56%), Transportes (0,33% para 1,17%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,26% para 0,36%), Vestuário (0,26% para 0,36%) e Comunicação (0,14% para 0,16%). Nestas classes de despesa, vale mencionar o comportamento dos itens: carnes bovinas (8,00% para 16,56%), gasolina (0,99% para 3,28%), perfume (0,28% para 0,70%), roupas (0,38% para 0,50%) e pacotes de telefonia fixa e internet (0,56% para 0,92%).

E por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), responsável por 10% do IGP-DI, subiu 0,21% em dezembro, ante 0,04% no mês anterior. Os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de novembro para dezembro: Materiais e Equipamentos (0,06% para 0,05%), Serviços (0,18% para 0,15%) e Mão de Obra (0,00% para 0,32%).

Agora, veja na seção seguinte os valores dos últimos 12 meses do IGP-DI.

Série histórica do IGP-DI

Seguir as variações do IGP-DI é importantíssimo para sentir as movimentações gerais do mercado. As oscilações desse índice fortalecem a base de análises e estratégias de negociações e investimentos.

Para saber a série histórica deste índice, veja abaixo a evolução do IGP-DI nos últimos doze meses:

IGP-DI - série histórica
Mês/Ano Valor (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 meses (%)
Dez/2019 1,74 7,70 7,70
Nov/2019 0,85 5,85 5,38
Out/2019 0,55 4,96 3,29
Set/2019 0,50 4,39 3,00
Ago/2019 -0,51 3,86 4,32
Jul/2019 -0,01 4,39 5,56
Jun/2019 0,63 4,40 6,04
Mai/2019 0,40 3,75 6,93
Abr/2019 0,90 3,33 8,25
Mar/2019 1,07 2,41 8,27
Fev/2019 1,25 1,32 7,73
Jan/2019 0,07 0,07 6,56
Dez/2018 -0,45 7,10 7,10
Nov/2018 -1,14 7,58 8,38
Out/2018 0,26 8,83 10,51
Set/2018 1,79 8,54 10,33
Ago/2018 0,68 6,63 9,06
Jul/2018 0,44 5,92 8,59
Jun/2018 1,48 5,45 7,79
Mai/2018 1,64 3,91 5,20
Abr/2018 0,43 2,24 2,97
Mar/2018 0,56 1,30 0,76
Fev/2018 0,15 0,73 -0,19
Jan/2018 0,58 0,58 -0,27
Dez/2017 0,74 -0,4231 -0,4231
Nov/2017 0,80 -1,1545 -0,3341
Out/2017 0,10 -1,9390 -1,0757
Set/2017 0,62 -2,0370 -1,0460
Ago/2017 0,24 -2,6406 -1,6263
Jul/2017 -0,30 -2,8737 -1,4398
Jun/2017 -0,96 -2,5815 -1,5288
Mai/2017 -0,51 -1,6372 1,0464
Abr/2017 -1,24 -1,1329 2,7120
Mar/2017 -0,38 0,1084 4,3760
Fev/2017 0,06 0,4903 5,2247
Jan/2017 0,43 0,4300 5,9924
Dez/2016 0,83 7,1533 7,1533

Fonte: FGV

O que é IGP-DI?

O IGP-DI é um dos modelos divulgados do Índice Geral de Preços. O IGP é visto em 3 tipos diferentes: IGP-DI, IGP-M e IGP-10. A diferença entre eles é o período que os dados são coletados. Para entender os 3 índices, basta conhecer a metodologia do IGP em geral.

O Índice Geral dos Preços foi criado na década de 1940 com o seguinte objetivo: ser uma medida extensiva do movimento de preços do mercado brasileiro, uma vez que abrange diferentes etapas do processo produtivos. Assim, o IGP, inclusive o IGP-DI, é visto como um termômetro da evolução do nível de atividade econômica do país.

O IGP é calculado a partir da média aritmética ponderada de 3 índices de preços diferentes: o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção). Cada um deles ganha um peso diferente para o cálculo do índice geral. O IPA é responsável por 60%, o IPC por 30% e o INCC por apenas 10% do total.

As principais funções do IGP se separam em 3 diferentes pontos:

  1. Ser um importante indicador macroeconômico que monitora a evolução geral dos preços.
  2. Ser um coeficiente de correção de preços para contratos.
  3. Ser o deflator de valores nominais, ou seja, o coeficiente utilizado para identificar movimentos reais.

Além disso, o IGP-DI é utilizado como indexador de dívidas dos Estados com a União.

Resumo: ficha técnica do IGP-DI

Confira uma rápida ficha técnica sobre esse índice e verifique as principais informações sobre o IGP-DI de forma resumida.

- Para que ele serve?

O IGP-DI é um indicador macroeconômico, indexador de preços e deflator de valores nominais.

- Qual é sua abrangência?

Os três modelos de IGP têm abrangência nacional.

- Quais setores são incluídos em seu cálculo?

O IGP não leva a palavra Geral em seu nome à toa. Os setores que esse índice abrange são: Agricultura, Comércio Varejista, Construção Civil, Indústria e Serviços.

- Quando as informações são coletadas?

Como foi dito anteriormente, cada versão do IGP tem um período de coleta diferente. O IGP-DI é coletado do primeiro ao último dia do mês, a do IGP-M ocorre entre os dias 21 do mês anterior até o dia 20 do mês seguinte e o IGP-10, por sua vez, entre os dias 11 e 10.

- Quem é responsável pela apuração deste índice?

O IGP é elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

- Qual é a periodicidade do índice?

Os valores do IGP-DI são atualizados mensalmente.

Quer conhecer outros índices fundamentais a economia brasileira? Veja também:

- IPA-M