Setor de moda íntima feminina cresce 33% nos últimos quatro anos

  •  
Mulheres não medem esforços na hora de escolher uma peça que as deixe chiques e confortáveis Divulgação Mulheres não medem esforços na hora de escolher uma peça que as deixe chiques e confortáveis

Vaidade e inovação estão entre as principais características femininas. Isto posto, as mulheres passaram a investir cada vez mais em moda íntima para surpreender seus parceiros. Estudos apontam que, em média, 63% delas gostam de apostar em uma nova lingerie para sua primeira noite. Estrelas de Hollywood não fazem questão de economizar para agradar seus namorados ou maridos. Katie Holmes é uma das atrizes que já chegou a gastar até R$ 30.000,00 com lingeries e roupas íntimas.

De acordo com o Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI), o setor de moda íntima apresentou um aumento, nos últimos quatro anos de 33%, atrelado ao crescimento do interesse da mulher, as possibilidades na hora de montar um look arrasador também estão cada vez maiores.
A marca paranaense Prima Notte, por exemplo, investe bastante constantemente em design e luxo para suas peças. A grife conta com trajes para os mais diferentes estilos, principalmente no caso daquelas que querem ser mais chiques e ousadas nos momentos íntimos.
Outra grife que também percebeu um forte crescimento do segmento foi a 2Rios Lingerie. Segundo o VP da empresa, Matheus Fagundes, foi necessário investir em novas tecnologias e realizar um estudo mais aprofundado em relação ao mercado internacional, a fim de conseguir suprir as exigências da mulher brasileira, que busca cada vez mais peças que aliem conforto, sofisticação e sensualidade.

(Redação- Agência IN)