Transações correntes apresentam superávit de US$32 mi em setembro

O Banco Central (BC) divulgou que as transações correntes foram superavitárias em US$32 milhões no mês de setembro, comparativamente ao saldo positivo de US$423 milhões no mês correspondente de 2017.
O superávit em transações correntes foi favorecido pelo saldo comercial positivo de US$4,6 bilhões (ante US$4,9 bilhões em setembro de 2017). O déficit em transações correntes acumulado nos doze meses encerrados em setembro situou-se em US$14,5 bilhões (0,75% do PIB). 

  • Publicado em Economia

Transações correntes apresentam superávit de US$798 mi em março

Em março de 2018, as transações correntes foram superavitárias em US$798 milhões, inferior ao resultado positivo de março de 2017, US$1,4 bilhão, segundo dados do Banco Central (BC). Essa redução proporcionou ligeira elevação no déficit em transações correntes acumulado em 12 meses, que somou US$8,3 bilhões até março, equivalente a 0,41% do PIB (US$7,7 bilhões até fevereiro, equivalente a 0,38% do PIB).

Transações correntes apresentaram déficit de US$4,3 bi

As transações correntes apresentaram déficit de US$4,3 bilhões em dezembro, acumulando déficit de US$9,8 bilhões em 2017, equivalentes a 0,48% do PIB, segundo dados do Banco Central (BC). Na conta financeira, o ingresso líquido de investimentos diretos no País somou US$5,4 bilhões em dezembro, totalizando US$70,3 bilhões no ano, ou 3,42% do PIB.

Transações correntes registram déficit de US$3,4 bilhões em julho

Em julho, as transações correntes apresentaram déficit de US$3,4 bilhões, acumulando, nos últimos doze meses, déficit de US$ 13,8 bilhões, equivalente a 0,71% do PIB, segundo dados do Banco Central (BC). Na conta financeira, a ampliação dos passivos superou o incremento dos ativos em US$3,0 bilhões, destacando-se o ingresso líquido US$4,1 bilhões em investimentos diretos no país, que acumularam US$84,5 bilhões nos doze meses encerrados em julho, ou 4,37% do PIB.

Transações correntes têm déficit de US$ 935 milhões em fevereiro

Em fevereiro, as transações correntes registraram déficit de US$935 milhões, totalizando déficit de US$22,8 bilhões nos últimos doze meses, equivalente a 1,24% do PIB, segundo dados do Banco Central (BC). Na conta financeira, as captações líquidas superaram as concessões líquidas em US$557 milhões, destacando-se ingressos líquidos de investimentos diretos no país, US$5,3 bilhões e saídas líquidas de US$1,8 bilhão em passivos de investimentos em carteira - títulos de renda fixa. No acumulado de doze meses, os ingressos líquidos em investimento direto no país atingiram US$84,4 bilhões, resultado equivalente a 4,59% do PIB.

Transações correntes têm déficit de US$ 878 milhões em novembro

Em novembro, as transações correntes apresentaram deficit de US$878 milhões, acumulando, nos últimos doze meses, deficit de US$20,3 bilhões, equivalente a 1,12% do PIB. Na conta financeira, a expansão dos passivos superou o aumento dos ativos em US$652 milhões, destacando-se os ingressos líquidos de US$8,8 bilhões em investimentos diretos no país, a concessão líquida de US$4,3 bilhões em ativos de créditos comerciais, e as saídas líquidas de US$3,1 bilhões em títulos de renda fixa negociados no mercado doméstico.

Assinar este feed RSS