Movimento do Comércio cai 26,6% em abril, diz Boa Vista

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, cedeu 26,6% em abril na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador apresenta retração de 1,3%. No acumulado do ano o indicador recuou 6,4% contra o mesmo período do ano passado. Já em relação ao mesmo mês de 2019, o varejo apontou queda de 26,3%.

Recuperação de crédito avança 1,1% em abril

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou avanço de 1,1% em abril contra março, já descontados os efeitos sazonais. No acumulado em 12 meses (maio de 2019 a abril de 2020), o indicador recuou 0,8%. Em relação ao mesmo mês do ano passado houve queda de 1,3%, enquanto no acumulado de janeiro até abril do ano corrente a variação foi de -0,1%.

Número de ações locatícias registra ligeira alta em março

De acordo com levantamento feito pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, no mês de março, foram protocoladas na cidade de São Paulo 1.211 ações locatícias, o que representa uma ligeira alta de 3,9% em comparação às 1.165 ações ajuizadas em fevereiro deste ano. Comparadas às 1.481 ações registradas em março de 2019, a queda foi de 18,2%.

Inadimplência do consumidor sobe 5,8% em abril

A inadimplência do consumidor avançou 5,8% em abril na comparação com março, já descontados os efeitos sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Já em relação a abril do ano passado, o indicador subiu 6,2%. Com isto, ele acumula alta de 0,5% no acumulado 12 meses (maio de 2019 até abril de 2020 frente aos 12 meses anteriores) e de 1,5% no acumulado do ano.

Inadimplência das empresas sobe 0,5% no 1º trimestre, diz Boa Vista

A inadimplência das empresas em todo o país subiu 0,5% no 1º trimestre contra o trimestre anterior, expurgados os efeitos sazonais, de acordo com dados nacionais coletados pela Boa Vista. O indicador é um somatório dos principais mecanismos de apontamento de inadimplência empresarial, isto é, cheques devolvidos, títulos protestados e registros de débitos realizados na base do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Pedidos de falência caem 67,7% no 1º trimestre de 2020, diz Boa Vista

Os pedidos de falência caíram 67,7% no 1º trimestre de 2020 na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista. Mantida a base de comparação, as falências decretadas apresentaram queda de 29,9% em relação a 2019, enquanto as recuperações judiciais deferidas e os pedidos de recuperação judicial diminuíram 4,5% e 2,7%, respectivamente.

Assinar este feed RSS