Confiança do consumidor cai 7 pontos no Sudeste e Nordeste, aponta ACSP

Em março, a confiança do consumidor que mora no Sudeste brasileiro marcou 99 pontos, uma queda de sete pontos em relação a fevereiro (106), segundo o Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O indicador varia entre zero e 200 pontos; o intervalo de zero a 100 é o campo do pessimismo e, de 100 a 200, o do otimismo. A margem de erro é de três pontos. Assim, o Sudeste voltou para o campo pessimista.

Comércio eletrônico deve crescer 16% no País em 2019, prevê ABComm

O comércio eletrônico deve atingir um volume de vendas de R$ 79,9 bilhões em 2019. A estimativa é da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). De acordo com a entidade, caso essa projeção se cumpra, o montante representaria um crescimento de 16% quando comparado com o resultado atingido em 2018 pelas lojas virtuais do País, sendo o maior avanço anual verificado desde 2015.

Vendas de Natal somam R$ 9,8 bi no comércio eletrônico

As vendas de Natal deste ano movimentaram R$ 9,88 bilhões no comércio eletrônico. É o que apontou balanço feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). De acordo com a entidade, esse montante foi 16,5% superior ao volume auferido na mesma data de 2017. Esse resultado foi quatro pontos porcentuais acima do estimado pela própria entidade, que previa um crescimento de 12% ante o ano anterior.

 

  • Publicado em Economia

Comércio eletrônico deve movimentar R$ 9,4 bi no Natal

Considerada a data mais importante do calendário varejista, o Natal deste ano deve movimentar no comércio eletrônico R$ 9,4 bilhões. A estimativa é da ABComm, entidade que representa as lojas virtuais no País. Se confirmada a previsão, esse montante representará um crescimento de 12% quando comparado com a mesma data de 2017.

 

  • Publicado em Economia

Faturamento do comércio eletrônico paulista atinge R$ 4,19 bilhões no 3T17

O comércio eletrônico paulista registrou faturamento real (já descontada a inflação) de R$ 4,19 bilhões no terceiro trimestre de 2017, alta de 19,2% na comparação com os R$ 3,51 bilhões registrados no mesmo período de 2016. É a maior cifra registrada para o período desde o início da série histórica, em 2013. No acumulado dos 12 meses - após encerrar 2016 com uma queda de 1,4% -, o faturamento do setor cresceu de modo acelerado no período e registrou alta de 6,9%. É o que aponta a pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), realizada por meio do seu Conselho de Comércio Eletrônico em parceria com a Ebit.

OLX registra alta na venda de bicicletas em 2017

Segundo levantamento da OLX, líder no mercado de compra e venda online no Brasil, de janeiro a setembro de 2017 foram vendidos 394 mil itens da categoria Ciclismo em todo o País, um aumento de 21% comparado ao mesmo período do ano anterior.

Faturamento do comércio eletrônico no ABCD cresce 5,8% em 2016

O faturamento real do comércio eletrônico na região do ABCD atingiu R$ 1,0 bilhão em 2016, alta de 5,8% em relação ao ano anterior. O resultado representou o segundo melhor desempenho entre as dezesseis regiões analisadas na pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), realizada por meio do seu Conselho de Comércio Eletrônico, em parceria com a Ebit.

Assinar este feed RSS