Nove em dez empresários não contratarão funcionários

Com a crise econômica, a época do final de ano não deve ser positiva para os empresários dos setores do comércio varejista e de serviços. Muitos irão pisar no freio na hora de investir em seus estabelecimentos e contratar no último trimestre do ano. Segundo um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), nove em cada dez (88%) empresários não contrataram nem pretendem contratar funcionários para reforçar o quadro das empresas nessa época. Apenas 7% afirmaram que não contrataram, mas ainda o farão.

Confiança do empresário volta a cair em setembro, revela CNI

Após estabilidade em agosto, a confiança do empresário volta a cair em setembro. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) recuou 1,4 ponto e registrou 35,7 pontos neste mês. Com esse resultado, o indicador completa um ano e meio abaixo dos 50 pontos, o que sinaliza pessimismo dos industriais, informa pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira (18). O ICEI varia de zero a cem pontos. Valores abaixo de 50 indicam falta de confiança dos empresários.

Confiança do empresário do varejo tem queda de 4,6% em agosto

A atual instabilidade econômica do País somada à cautela dos consumidores em contratar novas dívidas influenciaram diretamente na confiança dos empresários do varejo em São Paulo. Pelo nono mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) registrou queda ao passar de 77,5 em julho para 73,9 pontos em agosto (-4,6%) e atingiu, assim, o menor nível da série histórica iniciada em março de 2011. O ICEC varia de 0 (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total) e é apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Confiança do empresário do varejo continua em queda livre

A crise econômica segue desestimulando o empresário do comércio paulistano e, consequentemente, causando ainda mais insegurança ao mercado. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) continua a trajetória de queda pelo oitavo mês consecutivo e, na comparação com julho, caiu 3,9%, ao passar de 80,6 pontos para 77,5, menor nível da série histórica iniciada em março de 2011. Em relação ao mesmo mês do ano passado, quando o índice somou 98,6 pontos, o decréscimo foi ainda maior, de 21,4%.

Confiança do empresário do comércio cresce 0,6% em junho

Dados de junho do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontam primeira alta em oito meses, 0,6% em relação a maio. O rompimento na sequência de queda, iniciada em setembro do ano passado, levou em consideração a perspectiva de uma segunda metade de ano melhor para determinados segmentos do varejo.

Confiança do empresário continua baixa em maio, revela CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) ficou praticamente estável em maio frente a abril. Com alta de apenas 0,1 ponto, dentro da margem de erro, o indicador chegou a 38,6 pontos e continua abaixo da linha dos 50 pontos, o que sinaliza falta de confiança. As informações são da pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta terça-feira (19). Os indicadores variam de zero a cem pontos. Abaixo de 50, revelam falta de confiança dos empresários.

Brasileiro vence derrame e lança negócio de R$ 20 milhões

O empresário Fernando Gabas morava nos Estados Unidos quando sofreu um derrame com apenas 33 anos. Apesar de sua trajetória profissional ter sido construída no mercado de fitness, tendo fundado e presidido a divisão de equipamentos de Fitness da Reebok de 2001 a 2009, ele não tinha grandes preocupações com a alimentação e com atividade física regular. Depois que se recuperou, passou a estudar o que existia de mais moderno e eficiente para montar um programa completo de mudança de vida para ajudar outras pessoas, programa esse que ele mesmo testou e que o fez perder 18kg em apenas 3 meses e proporcionou uma mudança de vida radical.

Confiança do Empresário do Comércio cai 7,7% em março

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), caiu para 93,9 pontos em março, rompendo, pela primeira vez, a zona negativa – abaixo de 100 pontos. O Icec recuou 7,7%, com ajustes sazonais, em relação a fevereiro de 2015 e 19,5% ante o mesmo período do ano passado. Todos os nove componentes da pesquisa atingiram os menores níveis da série histórica, iniciada em março de 2011.

Assinar este feed RSS