Indústria de SP fecha 14,5 mil vagas em novembro, aponta Fiesp

Os postos de trabalho na indústria paulista foram reduzidos em novembro após o fechamento de 14,5 mil vagas (-0,67%), na série sem ajuste sazonal. A dispensa de funcionários temporários e o fim da safra agrícola levaram a esse resultado negativo já esperado para o mês. Com o ajuste sazonal, o índice segue também em queda (-0,13%). No acumulado do ano, o recuo foi de -0,16% (-3,5 mil vagas), dinâmica semelhante àquela observada em 2017 de fraca recuperação do mercado de trabalho formal na indústria de transformação paulista. Os dados de Nível de Emprego do Estado de São Paulo foram divulgados nesta sexta-feira (14/12) pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo.

 

  • Publicado em Economia

Desemprego e inflação exigem corte mais rápido da Selic, afirma Fiesp

Mais uma vez o Banco Central cortou em apenas 1 ponto percentual a taxa básica de juros, a Selic, que foi para 8,25%. Com previsão de inflação de 3,31% no fim deste ano, sem dúvida há espaço para cortes mais incisivos da Selic.

A retomada da economia começa a se desenhar, mas ainda de maneira muito lenta. O Brasil tem pressa; os 13 milhões de brasileiros desempregados não podem esperar mais. Está na queda mais rápida da Selic a chave para acelerar o crescimento e a retomada do emprego.

(Redação - Agência IN)

Nível de emprego na indústria paulista recua 0,14% em fevereiro, mostra Fiesp

O nível de emprego da indústria paulista apresentou queda de 0,14% em fevereiro, com fechamento de 3 mil postos de trabalhos no mês, sem ajuste sazonal. Com ajuste, o recuo apurado chega a 0,40%. Os dados são da Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo feita pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon), divulgada nesta quinta-feira (16/3).

Indicador de Nível de Atividade da indústria recua 0,7% em janeiro, aponta Fiesp

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria registrou queda de 0,7% em janeiro, na série livre de influências sazonais, após apresentar um avanço de 3,6% em dezembro. No acumulado em 12 meses até janeiro, o indicador recuou 8,3%. Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira, 6, pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). O INA acompanha o total de vendas reais, as horas trabalhadas na produção e a utilização da capacidade instalada (NUCI) da indústria de transformação paulista.

Há espaço para recuo maior da Selic, afirma Skaf

Nesta quarta-feira (22/2), o Banco Central definiu o novo valor da Selic em 12,25% ao ano, queda de 0,75 ponto percentual.

“Ainda não é o bastante, pois existe espaço para recuos maiores da Selic”, afirma Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp.

 

Indústria paulista gera 6,5 mil postos de trabalho em janeiro, mostra Fiesp

Depois de perder 518 mil postos de trabalho nos últimos três anos, a indústria paulista registrou saldo positivo de 6.500 vagas em janeiro, variação positiva de 0,31% na comparação com dezembro de 2016, sem ajuste sazonal. Na comparação com o mês anterior, com ajuste sazonal, o valor foi -0,24%. O resultado positivo do mês é o primeiro registrado desde abril de 2015, quando foram feitas 6.000 contratações. Já na análise de janeiro deste ano contra o mesmo mês do ano anterior, a variação ficou negativa em 5,73%, com demissão de 132 mil trabalhadores. Os dados são da Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo, feita pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon), divulgada nesta quinta-feira (16/2).

Assinar este feed RSS