Condições operacionais melhoram em agosto

Com o término da Copa do Mundo, as condições de negócios no setor industrial brasileiro em agosto melhoraram pela primeira vez desde março. Aumentos nos níveis de produção e na atividade de compras contribuíram para esta melhora, enquanto que o volume de entrada de novos trabalhos permaneceu inalterado. As pressões sobre os preços de insumos e de produtos, por sua vez, permaneceram tênues no contexto dos dados históricos.

Atividade industrial de SP cresce 0,5% em julho

A indústria paulista registrou uma ligeira melhora em sua atividade: de 0,5%, com ajuste sazonal, no mês de julho. A variação, no entanto, é "um falso positivo" uma vez que o mês de junho apresentou uma queda muito expressiva e não foi compensada no período seguinte, avalia o diretor de Economia da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Francini.

Vendas da indústria de materiais de construção crescem 7,1% em julho

As vendas da indústria de materiais de construção tiveram ligeira melhora no mês passado, com crescimento de 7,1% sobre junho. Porém, na comparação anual, esse foi o segundo pior desempenho, com recuo de 11,4% sobre julho de 2013, na quinta queda seguida. O resultado só perde para junho, quando o faturamento foi 14,4% inferior ao mesmo mês do ano passado. No acumulado dos sete meses deste ano, houve redução de 5,7% sobre igual período de 2013.

Confiança da Indústria segue em queda, revela FGV

Nesta quarta-feira, 27, a Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) recuou 1,2% entre julho e agosto de 2014, ao passar de 84,4 para 83,4 pontos. Após a oitava queda consecutiva, o índice manteve-se no menor patamar desde abril de 2009 (82,2 pontos).

Economia brasileira deve crescer 0,7% este ano, revela Fiesp e Ciesp

A economia brasileira deve crescer 0,7% este ano, projetaram na quarta-feira, 21, a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Fundamentos como a baixa confiança do empresariado, estoques da indústria elevados, crise da Argentina e aumentos da taxa de juros fizeram as entidades revisarem para baixo suas expectativas para o desempenho econômico do país.

Prévia da Sondagem da Indústria indica queda no mês

A prévia de agosto da Sondagem da Indústria de Transformação sinaliza queda de 1,2% do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao resultado final de julho, considerando-se dados livres de influência sazonal, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice atingiria 83,4 pontos, o menor desde abril de 2009 (82,2), mantendo a trajetória declinante iniciada em janeiro passado.

Indústria registra queda na produção e no emprego em julho

Estudo divulgado hoje (20) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) indicam que, em julho, o setor registrou “baixo nível de atividade”, estoques acima do planejado, e que a utilização da capacidade instalada da indústria estava, na época, em 70%. De acordo com a Sondagem Industrial, o nível de produção da indústria registrou 48,8 pontos em julho. Já o indicador de número de empregados ficou em 45 pontos.

Indústria de São Paulo demitiu 15,5 mil em 2014

A indústria paulista demitiu 15,5 mil funcionários de janeiro a julho deste ano e chegou a um patamar negativo não visto desde 2009, ano em que mais foram sentidos os reflexos da crise econômica mundial desencadeada em 2008. Na avaliação do diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Francini, a perda de empregos da indústria nos últimos três anos foi “uma calamidade” e o setor não deve recuperar o fôlego em 2015.

Assinar este feed RSS