Nível de utilização da capacidade instalada melhora em maio

Em maio, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou leve melhora, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE). O indicador, que havia caído em abril para 57,3% – o menor nível da série histórica, iniciada em 2001 – subiu ligeiramente para 60,3%. A melhora ocorreu em 12 dos 19 segmentos pesquisados na Sondagem da Indústria, mas foi insuficiente para recuperar os 18 pontos percentuais que perdeu na passagem de março para abril.

Confiança da Indústria avança em maio, mostra FGV

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas avançou 3,2 pontos em maio, ao passar de 58,2 pontos (mínimo da série) para 61,4 pontos, o segundo menor valor da série. Esse resultado representa recuperação de apenas 7,4% da perda de 43,2 pontos observada entre fevereiro e abril desse ano.

Queda da atividade industrial registra novo recorde

A Sondagem Industrial divulgada nesta quarta-feira (20), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra um recuo sem precedentes na atividade industrial brasileira tanto em intensidade quanto em alcance, entre março e abril deste ano, devido aos efeitos da crise provocada pelo coronavírus. O índice de evolução da produção registrou 26 pontos em uma escala de 0 a 100. Nessa metodologia, os valores abaixo de 50 pontos mostram queda.

Confiança da indústria recua em abril, mostra FGV

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getulio Vargas caiu 39,3 pontos em abril, para 58,2 pontos. Essa é a maior redução mensal do índice e seu menor nível desde o início da série histórica, em janeiro de 2001.

Faturamento industrial desacelera em fevereiro

Os Indicadores Industriais revelam que o faturamento real da indústria sofreu uma desaceleração em fevereiro, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O aumento de 0,2% em relação a janeiro é baixo na comparação da alta de 2,3% registrada de dezembro para janeiro. Apesar da desaceleração, em relação ao mesmo mês de 2019, o índice de crescimento em fevereiro foi de 0,9%.

PMI industrial do Brasil recua em março

Os dados de março indicaram um retorno à contração dos níveis de produção no setor industrial brasileiro como um todo, com as medidas de saúde pública para deter a propagação da doença coronavírus 2019 (COVID-19) levando a uma demanda mais baixa tanto no mercado interno quanto no externo, segundo dados do Instituto Markit Economics. O volume de novos trabalhos recebidos diminuiu com o ritmo mais rápido desde janeiro de 2017, com fechamento parcial de fábricas e queda acentuada da demanda induzindo cancelamentos de pedidos por parte dos clientes.

Assinar este feed RSS