Taxas das operações de crédito continuam em elevação, apura ANEFAC

As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em julho/2014, apurou a Pesquisa de Juros da ANEFAC – Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade. É a décima quarta elevação seguida, sétima elevação no ano, constata o diretor executivo de Pesquisa e Estudos Econômicos, Miguel José Ribeiro de Oliveira. As elevações podem ser atribuídas à piora do cenário econômico nacional com expectativa de piora nos índices de inflação e crescimento econômico o que aumenta o risco de crédito (expectativa de aumento nos índices de inadimplência). De acordo com Miguel Ribeiro de Oliveira, estes fatos têm levado as instituições financeiras a elevarem suas taxas de juros acima das elevações da Selic.

Juros mais altos alteram perfil de investimentos no Brasil

O novo cenário da economia nacional, com juros mais altos, altera o perfil de investimentos dos brasileiros. Ao mesmo tempo em que a renda fixa se torna mais interessante, a Bolsa de Valores pode abrigar mais ações com preços baratos, fortalecendo a perspectiva de alta a longo prazo. Para Fernando Araujo, gestor da FCL Capital, a variação dos juros reais no Brasil nas últimas décadas tem sido cíclica, com momentos de alta e de baixa, mas sempre seguindo uma tendência de queda a longo prazo.

Copom acerta ao manter Selic aos 11% ao ano, diz FecomercioSP

Os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BCB) decidiram manter a taxa básica de juros (Selic) em 11% ao ano, de acordo com comunicado divulgado agora há pouco, após reunião iniciada ontem. Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), a medida foi correta em um cenário ainda complicado de manutenção dos indicadores inflacionários em níveis elevados e de baixo crescimento econômico. Semana passada, a Entidade já previa a manutenção da Selic.

Taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em março

As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em março, constatou a Pesquisa de Juros da ANEFAC – Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade. É a décima elevação seguida, a terceira no ano. Para o diretor executivo de estudos e pesquisas econômicas da entidade, Miguel José Ribeiro de Oliveira, estas elevações podem ser atribuídas à expectativa de aumentos da Taxa Básica de Juros (Selic), ao cenário com tendência negativa da economia e à expectativa de piora nos índices de inflação e de crescimento econômico. Neste contexto, aumenta o risco de crédito o que tem levado as instituições financeiras a aumentarem suas taxas de juros acima das elevações da Selic.

Assinar este feed RSS