Volume de serviços cresce 3,7% em fevereiro, mostra IBGE

Em fevereiro de 2021, o volume de serviços no Brasil avançou 3,7% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, alcançando a nona taxa positiva seguida, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na série sem ajuste sazonal, no confronto com fevereiro de 2020, o setor recuou 2,0%, a décima segunda taxa negativa seguida. O acumulado nos últimos doze meses (-8,6%) manteve a trajetória descendente iniciada em janeiro de 2020 (1,0%) e apontou o resultado negativo mais intenso da série histórica, iniciada em dezembro de 2012.

Índice de confiança de serviços recua 5,6 pontos em março

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) do FGV IBRE recuou 5,6 pontos em março, para 77,6 pontos, menor nível desde junho do ano passado (71,7 pontos), segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o índice se manteve em tendência decrescente pelo quarto mês consecutivo ao cair 2,9 pontos.

Volume de serviços cresce 0,6% em janeiro

Em janeiro de 2021, o volume de serviços no Brasil avançou 0,6% frente dezembro de 2020 (0,0%), na série com ajuste sazonal, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na série sem ajuste sazonal, frente a janeiro de 2020, o setor recuou 4,7%, a décima primeira taxa negativa seguida.

PMI de serviços do Brasil fica em 47,1 pontos em fevereiro

A pandemia da doença do coronavírus de 2019 (COVID-19) continuou a pesar sobre o desempenho do setor de serviços do Brasil, segundo dados do Markit Economics. Os dados de fevereiro indicaram que um segundo declínio consecutivo em novos pedidos impulsionou uma contração sólida da atividade de negócios e mais cortes nas folhas de pagamento. As empresas indicaram que um aumento acentuado das despesas levaram tais empresas a aumentar os preços de venda, com a taxa de inflação alcançando o maior patamar em 64 meses. De forma animadora, a confiança nos negócios se fortaleceu em meio a previsões de que o programa de imunização contra a COVID-19 beneficiará o crescimento da produção nos próximos 12 meses.

Serviços acumulam queda de 7,8% em 2020

Em dezembro de 2020, o volume de serviços ficou estável (-0,2%) frente a novembro, na série com ajuste sazonal, interrompendo uma sequência de seis taxas positivas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

  • Publicado em Economia

Confiança de serviços volta a cair

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), da Fundação Getulio Vargas, recuou 0,7 ponto em janeiro, para 85,5 pontos. Em médias móveis trimestrais, o índice cedeu 0,7 ponto.

  • Publicado em Economia

CNC prevê queda de 8% nos serviços em 2020 e projeta crescimento em 2021

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aumentou de 7,6% para 8% a projeção de recuo no volume de receitas dos serviços em 2020, em função do ritmo lento de reação do setor. Confirmada a previsão, este será o pior resultado anual da série histórica da PMS, iniciada em 2012. A estimativa tem como base os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) de novembro, divulgada nesta quarta-feira (13/1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Diante da expectativa de crescimento econômico este ano e de uma base comparativa, a CNC prevê que os serviços voltem a crescer em 2021 (+3,7%).

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS